Hoje é domingo, 23 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
InícioGERALPrefeitura de São José avança nos cuidados com crianças do espectro autista

Prefeitura de São José avança nos cuidados com crianças do espectro autista

Centro de Estimulação e Reabilitação em TEA será implantado para garantir atendimento especializado ao grupo

A Prefeitura de São José, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, avança nos cuidados com crianças e familiares do espectro autistas. Nesse sentido, em 120 dias, será implantado um Centro de Estimulação e Reabilitação em TEA (Certea).

O local terá ações conjuntas entre as Secretarias Municipais de Educação e de Saúde para o desenvolvimento integral dos estudantes da educação especial, da rede municipal de ensino. “É um pedido do prefeito Orvino à Secretaria de Saúde e à Secretaria de Educação do Município, o de montar um centro de atendimento especializado, onde você vai fazer todo o atendimento desde o diagnóstico da criança e fazer o acompanhamento dela”, explica a secretária Sinara.

A secretária comenta ainda que o Município possui uma fila regulada (aguardam atendimento) de neuropediatra – que conclui o diagnóstico -, em torno de 1.500 crianças.

UNIÃO
Nesta semana, o prefeito de São José, Orvino Coelho de Ávila, e o prefeito de Florianópolis, Topázio Neto, estiveram reunidos com outros profissionais da área para articular ampliação no atendimento às pessoas do espectro autista nos dois Municípios. Atualmente, a cidade vizinha atende em torno de 200 crianças josefenses.

O objetivo é para manter o atendimento dessas crianças para que São José entenda o fluxo e consiga agregar à rede de saúde. Atualmente, a Prefeitura já possui inúmeros serviços e projetos, desenvolvidos nas áreas de Saúde, Educação e Assistência Social, voltados à pessoa com Transtorno Espectro Autista (TEA). Ainda, está em fase de licitação de um local para a reabilitação psicológica e motora dessas crianças.

SAÚDE
A equipe técnica de Saúde está elaborando um protocolo do serviço para atender a população autista. O programa contará com terapeutas ocupacionais, neuropediatras, fonoaudiólogo, fisioterapeutas, enfermeiros, psicólogos, educadores físicos e nutricionistas.

Pacientes com TEA encontram atendimento, através dos pediatras nas Unidades Básicas de Saúde, além dos profissionais psicólogos e psiquiatras que atuam na Equipe Multiprofissional de Atenção Primária a Saúde. E, de acordo com a necessidade, são encaminhados para profissionais especializados na média complexidade tais como psicólogos, neuropediatras, fonoaudiólogos, nutricionistas, nas Policlínicas do município, bem como atendimento de casos graves no CAPS i.

EDUCAÇÃO

A Educação conta com o Atendimento Educacional Especializado (AEE) para alunos da rede municipal de ensino com deficiência intelectual, visual, auditiva, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e estudantes com altas habilidades/superdotação. Atividades lúdicas que favoreçam as habilidades cognitivas, funções executivas, a atenção, a concentração e a memorização são exemplos de atividades desenvolvidas no AEE.

São 23 polos na rede municipal de ensino para disponibilizar, no contraturno escolar, suporte às crianças e aos estudantes públicos da educação especial. No AEE, são identificadas as necessidades de cada um, elaborados e organizados recursos pedagógicos para o desenvolvimento dos alunos.

ASSISTÊNCIA SOCIAL
São realizados projetos que atendem crianças e adolescentes autistas. O recurso para realização dos projetos é proveniente do Fundo da Infância e Adolescência, gerido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São José, que lança periodicamente editais para contemplar projetos voltados também a esse público.

Já os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) acolhem as famílias, promovem encontros para dar suporte, esclarecem dúvidas e fornecem orientações obre os direitos.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa