Hoje é quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALSaiba quais são as tendências para a construção civil em...

Saiba quais são as tendências para a construção civil em 2024

Preservação do meio ambiente e qualidade de vida estão no centro das atenções de consumidores e construtores

Publicidadespot_img

A construção civil é um setor dinâmico e em constante evolução. Com o avanço da tecnologia e a crescente preocupação com a sustentabilidade, novas tendências estão surgindo para transformar a indústria. Hoje, consumidores e construtores buscam por projetos que envolvam preservação do meio ambiente, impacto positivo nas regiões onde estão inseridos e foco no bem-estar, questões que não são apenas tendência para 2024, mas uma preocupação constante com o legado que se deixará para as futuras gerações. As projeções para o próximo ano também são otimistas para o setor. Conforme dados do SindusCon-SP, a expectativa é de crescimento de 2,9% para a construção civil do Brasil.

Garantir experiências que proporcionem qualidade de vida é uma das premissas do grupo CBA Empreendimentos. Desde 2022, a companhia conta com a Viva Corp, braço responsável pela assinatura de residenciais de alto padrão construtivo, mas com valores de primeiro imóvel. Todos os projetos incluem ampla extensão de áreas de lazer e paisagismo que valorizam as espécies nativas dos locais onde são construídos. “Investimos em tecnologia, inovação e constante aprimoramento dos nossos serviços e equipe para alinhar o conforto para os nossos clientes ao menor impacto ambiental possível”, destaca Vinicius Cruz, CEO do grupo CBA. Seguindo estas características, estão em andamento a construção de três condomínios “estilo resort” nos municípios de São José (SC) e Santa Cruz do Sul (RS), que estarão disponíveis para aquisição pelo programa Minha Casa Minha Vida. Desta forma, o conceito wellness se torna acessível a mais faixas de público, não se restringindo ao mercado de luxo.

Outra tendência que permanece em 2024 é a arquitetura biofílica, um movimento que vem transformando espaços urbanos em ambientes vivos e harmoniosos. Essa abordagem arquitetônica busca estabelecer uma conexão profunda entre as construções e a natureza, incorporando elementos como luz natural, vegetação, água e materiais orgânicos. A arquitetura biofílica não somente cria espaços esteticamente atraentes, mas também promove a saúde mental, física e emocional dos moradores, oferecendo ambientes mais saudáveis, produtivos e inspiradores.

O uso de técnicas e conceitos biofílicos reinventa a maneira como se interage com os ambientes construídos, buscando integração entre o ser humano e a natureza na paisagem urbana. Acompanhando este movimento, o grupo CBA deve lançar em breve um empreendimento imobiliário no centro de Florianópolis assinado pelo arquiteto Leo Maia, reconhecido nacionalmente por projetos com design biofílico e espaços wellness. “Leo coloca as pessoas no centro de seus projetos. Para este residencial, ele vai trazer elementos naturais aos espaços construídos, usando plantas e formas sólidas e puras, trazendo uma modernidade contemporânea”, destaca o CEO da companhia.

Redução do impacto ambiental

Os projetos do grupo CBA priorizam a redução de impacto ao meio ambiente, com ações como a redução do consumo de energia elétrica, com a instalação de amplas aberturas, por exemplo, que permitem maior tempo de iluminação natural e ventilação cruzada, o que torna a temperatura ambiente agradável o ano inteiro. A construção dos residenciais também envolve melhorias para os moradores do entorno. No bairro de Jurerê Internacional, em Florianópolis, a incorporadora revitalizou uma passagem de pedestres, implantando ainda áreas de descanso para uso público.

Entre outras medidas para reduzir o impacto ambiental da construção civil estão:

  • Reuso de água da chuva: além de reduzir o desperdício de água, diminui a pegada de carbono associada ao tratamento e distribuição de água potável;

  • Telhados verdes: obras com telhado verde utilizam terra e plantas sobre a cobertura dos imóveis. O objetivo é trazer mais qualidade de vida para os moradores, além de contribuir para a composição de estruturas mais sustentáveis. “Os telhados verdes têm menos oscilação térmica, uma economia de energia, uma redução de cerca de 20% nos custos de energia com refrigeração, oriundos da utilização de ar-condicionado e ventilador, por exemplo”, explica Cruz.

  • Placas de energia solar: a energia solar é uma fonte de energia renovável e limpa, pois utiliza a luz do sol, para gerar eletricidade, o que reduz a dependência de combustíveis fósseis. Além disso, não emite gases de efeito estufa, contribuindo significativamente para a redução das emissões de carbono. O uso da energia solar também permite que residências e empresas se tornem mais autossuficientes, reduzindo a dependência de redes elétricas centralizadas, e a instalação de painéis solares possui um baixo impacto ambiental em comparação à construção de usinas de energia convencionais.

  • A utilização de materiais e tecnologias de ponta também contribui para a melhoria da qualidade dos projetos, tornando-os mais duráveis e confortáveis. As tendências da construção civil para 2024 apontam para um futuro mais sustentável, eficiente e tecnológico para o setor.

Sobre a CBA Empreendimentos

O grupo CBA Empreendimentos foi fundado em Cachoeira do Sul, em 2015, voltado para a construção de residenciais que seguem o conceito de resort. Atualmente, a empresa conta com a Viva Corp, unidade que assina projetos de alto padrão construtivo, mas com valores de primeiro imóvel. Em 2019, o grupo gaúcho expandiu seus negócios para Santa Catarina, onde hoje mantém escritório no bairro Jurerê, em Florianópolis. Em 2023, a CBA chegou à região Nordeste do Brasil, com o lançamento de projeto no município de Luís Eduardo Magalhães, no extremo-oeste da Bahia. A expectativa do grupo é fechar este ano com mil unidades entregues e em construção nos três Estados.

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa