Hoje é terça-feira, 28 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALSelo garante qualidade e segurança alimentar em São José

Selo garante qualidade e segurança alimentar em São José

Serviço de inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal ganha adesão de empresas, que podem comercializar mercadorias no Municípios e na Grande Florianópolis

Há 35 anos atuando no ramo de carnes, os sócios José Carlos e Paulo Cesar Borges priorizam a qualidade na manipulação dos alimentos. Eles administram o Açougue Central, localizado no bairro Forquilhinhas, responsável por abastecer restaurantes e demais empreendimentos locais,

O estabelecimento que tinha o selo de inspeção estadual foi um dos que migrou para o Serviço de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal (SIM-POA), modalidade que reduz custos para os empresários e possibilita a venda das mercadorias em São José e na circunscrição da Associação dos Municípios Região da Grande Florianópolis (Granfpolis).

Interessados em aderir ao SIM-POA, José Carlos e Paulo César entraram em contato com a Prefeitura de São José. E na última segunda-feira (9) receberam o certificado que garante a comercialização tanto no mercado informal quanto o institucional. O certificado foi entregue pela secretária adjunta de Desenvolvimento e Inovação, Roseméri Bartuckesk,i e veterinária Claudia Cavalheiro.

O SIM-POA fica responsável em registrar, realizar a inspeção e fiscalização industrial e sanitária de produtos de origem animal. Nele cabem normas para promover um alimento seguro, com qualidade comercial e tecnológica. Os alimentos que estão sujeitos a fiscalização são os destinados ao abate, carne derivados, pescados, leite e mel, incluindo os derivados de todos também. Ou seja, todo o alimento que o estabelecimento manipule como carnes temperadas e queijos fatiados e embalados são exemplos de atividades que exigem a certificação.

A habilitação dos estabelecimentos fica a cargo do médico veterinário da Prefeitura, responsável em registrar os empreendimentos, assim como inspecionar desde o recebimento da matéria-prima até a entrega do produto final. A fiscalização evita fraudes em alimentos e garante o cumprimento dos regulamentos técnicos de identidade e qualidade dos produtos elaborados.

A secretária adjunta Roseméri Bartuckeski comemora a adesão dos estabelecimentos. “São José preza muito pela qualidade dos nossos produtos. É muito positivo ver que os empresários também estão buscando pelo selo. Nós organizamos todo o sistema do SIM, para a gente poder operacionalizar com agilidade, rapidez e garantia de segurança alimentar as famílias”, pontua.

FORTALECIMENTO DA ECONOMIA MUNICIPAL

Além de garantir qualidade dos alimentos para as famílias josefenses, o SIM fortalece a economia, incentiva o surgimento de novos estabelecimentos, agroindústrias e, consequentemente, gera novos empregos. O Direto do Campo do proprietário Gilberto Bueno é um exemplo de empresa em expansão. O empreendimento funciona há 18 anos no bairro Barreiros.

Quando o empreendimento chegou ao 15º ano de atividade, o empresário resolveu expandir a oferta de serviços abrindo um açougue. Para acompanhar as mudanças, contratou uma equipe técnica composta por veterinário, nutricionista entre outros profissionais, para se adequar às normas de saúde alimentar. Foi assim que descobriu a necessidade de ter o selo SIM.

“Durante 15 anos ficamos focados no hortifruti, mas vimos a necessidade de ter alguns outros itens para agregar aos nossos clientes, por isso resolvemos trabalhar com carnes. Mas para manipular carnes, fazer uma carne temperada existem algumas regras, que decidimos seguir à risca e participar do SIM,” afirma Gilberto Bueno.

O proprietário também conta com a mentoria da nutricionista Aline Barreneche, que visita pelo menos três vezes por semana o estabelecimento para acompanhar não só o açougue, como também os demais setores do Direto do Campo.”Busco saber sobre o tempo em que os alimentos estão expostos, a temperatura da câmara de refrigeração, higiene, até porque a carne, por exemplo, é mais difícil de lidar por uma questão microbiológica. Então a gente precisa ter um cuidado grande ao manipular a carne,” declara.

AGILIDADE NOS PROCESSOS

Em 2022, SIM passou por uma reestruturação, com o objetivo de acelerar os registros das empresas, qualificar a fiscalização e torná-la padronizada, para garantir que não haja fraudes, adulterações e falsificações dos alimentos. Durante esse processo a Prefeitura de São José, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação adquiriu o “Sistema de Gerenciamento”, quew juda a detalhar o andamento das atividades.

COMO ADERIR?

Para aderir ao SIM a empresa deve entrar em contato pelo Email: sim.dipoa@pmsj.sc.gov.br

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa