Hoje é segunda-feira, 20 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioECONOMIATecnologia e inovação no tratamento de resíduos sólidos é apresentado à representantes...

Tecnologia e inovação no tratamento de resíduos sólidos é apresentado à representantes do governo de Angola

A visita institucional aconteceu após a participação desse país na Feira de Negócios (FIN), realizada no Centrosul, em Florianópolis/SC, nos dias 3 e 4 de abril

A empresa RECICLAMAIS RECITIRES e HANNOVER PROJETOS, através de Volmir Panzer e Milton Fonseca Pelissari, recebeu na manhã de sábado (6) representante do governo e de empresas do setor da saúde e meio ambiente de Angola. A visita institucional aconteceu após a participação desse país na Feira de Negócios (FIN), realizada no Centrosul, em Florianópolis/SC, nos dias 3 e 4 de abril. O objetivo da visita foi alinhar projetos de mútua cooperação nas áreas da saúde e meio ambiente.

Na visita, O Sr. Antonio Fonseca, presenciou com grande alegria e satisfação, tecnologias e inovações no combate à poluição do meio ambiente, e consequentemente em ajudar a diminuir vetores de doenças. Resíduos mal geridos podem servir como criadouros para vetores de doenças, como mosquitos, ratos e moscas. Esses vetores podem transmitir doenças como malária, dengue, cólera e diversas infecções gastrointestinais. Além disso, a decomposição de resíduos orgânicos pode libertar gases nocivos e lixiviados, contaminando o solo e as fontes de água.

O engenheiro e biomédico Antonio Fonseca, CEO do Grupo Canjonde, empresa especializada em saúde pública, mencionou ainda: “Estamos buscando parceiros nesse projeto de meio ambiente e saúde, no objetivo mútuo da pessoa do Presidente de Angola, Sr. João Lourenço na solução etratamento adequado dos resíduos sólidos, e erradicar doençasadvindas do lixo em Angola. Contamos com vossa expertise e estamos abertos para a cooperação internacional de negócios.

Milton Pelissari ainda citou que “a gestão inadequada de resíduos representa riscos significativos para a saúde da população, incluindo a propagação de doenças. Enfrentar estes desafios requer esforços por parte das agências governamentais, das organizações da sociedade civil e da população para implementar práticas sustentáveis ​​de gestão de resíduos e mitigar os riscos para a saúde e ambientais”.

Pelissari concluiu ainda que, “enfrentar os desafios associados à gestão de resíduos e à saúde pública, requer investir em tecnologias e soluções sustentáveis ​​e de longo prazo. Isto envolve melhorar os sistemas de recolha e eliminação de resíduos, promover iniciativas de reciclagem e redução de resíduos, reforçar os quadros regulamentares e melhorar a educação e sensibilização Da população sobre práticas adequadas de gestão de resíduos.E que Angola pode contar com nosso apoio e ajuda”.

A FIN que teve o patrocínio do CREA-SC, contou com representantes de 46 países, onde o evento superou as expectativas e metas de negócios nas diferentes áreas econômicas, agradecendo o apoio e colaboração do CREA-SC.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa