Hoje é quinta-feira, 18 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALAmbula Trans de São José vai ser apresentado em Mostra Nacional da...

Ambula Trans de São José vai ser apresentado em Mostra Nacional da Saúde

De 452 experiências, o projeto se classificou entre as 20 melhores e será apresentado em Goiânia

O serviço do Ambula Trans de São José, uma importante conquista do público LGBTQIA+, promovido pela Prefeitura de São José, por meio da Secretaria da Saúde, vai ser apresentado na “Mostra Brasil aqui tem SUS”, a ser realizada no XXXVII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, entre neste domingo (16) a quarta-feira (19), em Goiânia (GO).

A seleção foi promovida por uma banca avaliadora do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde (CONSEMS), com o objetivo de valorizar iniciativas inovadoras desenvolvidas pelos profissionais de saúde que atuam nos municípios e estimular o intercâmbio de trabalhos bem-sucedidos na gestão local do Sistema Único de Saúde (SUS).

O encontro, considerado o maior fórum de discussão sobre saúde pública do País, deve reunir mais de cinco mil pessoas entre gestores, trabalhadores e profissionais do SUS de todos os estados. O serviço do Ambula Trans de São José, apesar de ser o segundo no Estado, é referência estadual, e serve de modelo para outras Prefeituras, que buscam conhecer de perto o trabalho desenvolvido. O Ambula Trans de São José é o primeiro serviço multiprofissional de cuidado integral, em Santa Catarina.

Das 452 experiências inscritas para Mostra Nacional, o projeto josefense se classificou entre as 20 melhores. Desde que foi criado, em maio de 2021, foram contabilizados mais de 3 mil atendimentos, um indicativo importante para a comunidade LGBTQIA+.

A secretária de Saúde, Sinara Simioni, afirma que esse tipo de evento oportuniza os municípios trocarem conhecimento entre si e também promove as melhores práticas adotadas pelas equipes de saúde. “A Mostra será uma excelente oportunidade para divulgarmos o nosso trabalho, evidenciando essa ação tão inovadora que desenvolvemos em São José”, lembrando que o foco agora é expandir e aperfeiçoar o Ambulatório, ampliando o acesso das pessoas transgênero aos serviços.

“Não tinha nenhum outro projeto inscrito com essa temática. Fiquei muito feliz principalmente com a repercussão do nosso trabalho”, destacou o idealizador do projeto, Hubert Back. “Acreditamos que com o nome ‘O SUS que falta no Brasil’ como título do congresso, levar a experiência do Ambula Trans, que é rara não só em Santa Catarina, mas no país, leva protagonismo para o cuidado integral da população transgênero e da população LGBTQIAPN+ como um todo”, complementa.

O idealizador salienta que existem políticas voltadas para essa população. “Percebemos que existem políticas públicas voltadas para essa população há mais de dez anos, mas muito pouco sendo feito para efetiva-las. É uma perda enorme para a saúde da população como um todo, pois sem diversidade, não temos democracia; logo, fazermos essa discussão de maneira crítica, pautados nos princípios basilares do SUS de equidade, integralidade e universalidade, abre portas para discussão e atualização das políticas públicas em saúde, ampliando ainda mais o acesso e o cuidado da população”.

Sobre o Ambula Trans

Ciente da situação de vulnerabilidade da pessoa trans, que na maioria das vezes não tem acesso a serviços de saúde especializados, a Prefeitura de São José decidiu aprimorar o cuidado integral à população transgênero, de maneira interdisciplinar, promovendo equidade a uma população sócio historicamente superestimada.

Desde quando foi criado, em maio de 2021, foram contabilizados mais de 3 mil atendimentos, um indicativo importante para a comunidade LGBTQIA+, que de acordo com a Associação Nacional de Travestis e Transsexuais (ANTRA), compõe 2% da população brasileira.

A iniciativa promove o acolhimento clínico à pessoa trans, com equipe de profissionais capacitados. O Ambulatório fica localizado dentro da Policlínica de Campinas (3º andar) e lá são ofertadas consultas médicas e de enfermagem, testes rápidos, aconselhamento psicológico e apoio sócio familiar, para usuários cadastrados nas UBS. O serviço, gratuito, é realizado nas terças-feiras, das 18h às 22h, e a equipe técnica está estudando a possibilidade de ampliar o serviço para mais dias.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa