Hoje é terça-feira, 23 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALAnimais domésticos demandam maior cuidado no frio

Animais domésticos demandam maior cuidado no frio

Dibea de São José alerta sobre cuidados com os cães e gatos durante o período de baixas temperaturas

Com as baixas temperaturas e as chuvas dos últimos dias, não são apenas os humanos que sentem frio. Preocupado com essa situação, a Diretoria de Bem-Estar Animal de São José (Dibea-São José) orienta os tutores sobre os cuidados mínimos com os seus animais de estimação.

De acordo com a Defesa Civil do Estado, há a possibilidade de chegar a temperatura mínima de 9 graus, no Município. A veterinária da Dibea, Aysla Marcelino Baião Matsumoto, os tutores precisam se prevenir porque, com a queda da temperatura, a imunidade dos cães e gatos pode diminuir. “Os animais quando estão sendo afetados pelo frio podem ficar mais apáticos, apresentar tremores, ter dificuldade de locomoção, ter perda de apetite, entre outros sintomas”.

Outro item que precisa estar em dia segundo Aysla é a vacinação do animal. É recomendável a visita regular ao veterinário, manter a vacinação do animal em dia. Ela destaca ainda que é aconselhável manter os animais em ambientes protegidos e aquecidos. Caso haja a necessidade de fazer o passeio com os cães, a veterinária propõe horários que estejam mais quentes durante o dia. “As roupinhas também são itens importantes para manter a temperatura corporal dos amigos de quatro patas. Em falar em roupas, é aconselhado também evitar tosas muito baixas. Os pelos do animal devem ser bem secos e ele não deve ser exposto ao vento”.

Sobre os banhos, a equipe da Dibea aconselha a evitá-los. Mas, se houver necessidade, a orientação é dar banho em água morna, em seguida, secá-los, sem expor os animais ao vento.

Cão Comunitário

O diretor da Dibea de São José, Vinícius Ramos, pede que a população estenda os cuidados aos animais em situação de rua, ou cães comunitários. “Se você conhece ou ajuda a manter um cão comunitário no seu bairro? Reforce a questão de ter casinhas próximas, com cobertas, para que estes cães não sofram com o frio. O mesmo vale para os cãezinhos nas ruas, providencie uma casinha, ou talvez, providenciar papelão com cobertores, para que os animais procurem esses ambientes para se abrigarem do frio”.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa