Hoje é sábado, 13 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALBarco escola de São José está reformado e pronto para retornar ao...

Barco escola de São José está reformado e pronto para retornar ao mar

Projeto pioneiro foi totalmente reformado e recebeu novos equipamentos

A primeira embarcação brasileira a servir como “sala itinerante”,  está de volta. O projeto pioneiro Barco Escola está pronto para retornar as suas atividades após um investimento realizado pela Prefeitura de São José R$ 184 mil. A embarcação conta agora com novas adaptações, respeitando os requisitos da Capitania dos Portos de Santa Catarina.

O barco pertence ao Centro Municipal de Educação Ambiental Escola do Mar (CME), localizado no bairro Serraria. A aula inaugural está prevista para ocorrer ainda este ano, em data a ser definida, após a vistoria da Capitania dos Portos e a reforma do Trapiche da Escola do Mar, que necessita de adequações de segurança às crianças.

A Prefeitura de São José realizou dois processos de licitação, mas não houveram manifestações por parte das empresas privadas. Por isso, pretende viabilizar a contratação de uma empresa que fará a reforma ou construção de um novo trapiche. De acordo com o superintendente-adjunto da Fundação de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Agostinho Mignoni Junior, a gestão compreendeu a importância do projeto para os alunos e para o Município, por isso  está buscando viabilizar a retomada das atividades desenvolvidas com o Barco Escola.

“Ali você não trabalha somente a Educação Ambiental, você trabalha a história, a colonização de São José, você faz a mesma rota mercantil, se fala da vegetação e do bioma costeiro, mastofauna (diversidade de mamíferos), avifauna (diversidade de aves), é um trabalho muito rico”, defende Agostinho.

O Barco Escola é uma embarcação feita em madeira nas cores azul e branca. Possui capacidade para 44 pessoas, sendo 41 passageiros e 3 tripulantes e é equipado com coletes salva-vidas de acordo com a quantidade de pessoas permitidas. Por enquanto, a embarcação está aguardando a liberação no Estaleiro Central Náutica, em Biguaçu.

Inicialmente, a embarcação foi inaugurada em 2008 com o objetivo de propiciar o contato direto das pessoas com o mar, a fim de desenvolver a consciência e ação frente aos problemas ambientais. A “sala de aula flutuante” permite aulas experimentais na Baía de Florianópolis, promove a educação ambiental e a preservação do meio ambiente, por meio de atividades pedagógicas. São observados vários locais, como manguezais, vegetação costeira, fazendas de maricultura, fortalezas da Ilha de Santa Catarina e o estudo de espécies marinhas.

Segundo o professor, André Roberto da Silva Colla, o Centro Municipal de Educação Ambiental Escola do Mar atende alunos das demais unidades da Rede, por meio de agendamento. “A proposta pedagógica é expor e incentivar os alunos de várias idades a reconhecer a preocupação com o meio ambiente”.

O professor que é Doutor em Neurociência, enfatiza a importância do projeto Barco Escola. “Nesse contexto, o Barco Escola, por promover uma experiência diversificada de observação, análise e discussão a respeito de questões ambientais, em especial as que envolvem os oceanos, demonstra ser uma importante alternativa para o trabalho com Educação Ambiental no Município de São José, buscando sensibilizar os alunos a desenvolver uma relação benéfica com o ambiente e adotar um comportamento pró-ambiental que possa ser seguido ao longo da vida”.

 

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa