Hoje é terça-feira, 16 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALCavalos resgatados estão disponíveis para adoção em São José

Cavalos resgatados estão disponíveis para adoção em São José

Já são 294 equinos retirados das ruas do município

Nesta sexta-feira (14), um cavalo resgatado das ruas foi adotado e finalmente passou a ter um lar onde receberá os cuidados e o carinho que merece. Assim como ele, nesse momento mais 12 cavalos também estão disponíveis para adoção em São José, em busca de um novo tutor.

Essa é uma proposta do projeto desenvolvido pela Prefeitura que recolhe os equinos em situação de abandono em locais públicos do município e/ou vítimas de maus-tratos. Desde sua criação, a Fundação Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, responsável pela execução do projeto, já resgatou 294 animais.

O convênio firmado pela Prefeitura com a Cavalaria da Polícia Militar em 2018, direciona as responsabilidades de cada uma das duas instituições sobre resgate, acolhimento, alimentação, atendimento veterinário e fornecimento de medicamentos. 

Quando o tutor do animal não é identificado em até 30 dias, o cavalo é colocado para adoção. Dados mostram que menos de 50% dos tutores procuram pelos seus animais. Nos casos em que o proprietário não é identificado ou desiste de resgatar o animal, a adoção é liberada após a realização de exames e comprovação de saúde do animal. A adoção dos animais pode ser feita por entidades sem fins lucrativos ou pessoa física. Quando autorizada a adoção, o adotante precisa assinar um termo de adoção e compromisso.

Os interessados em adotar devem entrar em contato com a Fundação do Meio Ambiente pelo telefone (48) 98419-7757 ou pelo e-mail valdenir.pauli@pmsj.sc.gov.br para preencher o cadastro de interesse.

Para solicitar o recolhimento de um cavalo nas ruas, o cidadão pode entrar em contato com a Guarda Municipal de São José, pelo número 153. Após a ligação, é repassado a situação para a Cavalaria que se dirige até o local para avaliar a necessidade de recolhimento do animal ou manejo para um lugar seguro. Nos casos de denúncias de maus-tratos, este deverá ser encaminhado para a ouvidoria da vigilância sanitária.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa