Hoje é segunda-feira, 24 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALCinedebate vai discutir atendimento humanizado a pessoas em situação de violência sexual

Cinedebate vai discutir atendimento humanizado a pessoas em situação de violência sexual

Atividade, organizada pela Equipe Acolhe, será realizada dia 20, no Auditório do HU-UFSC

Nesta segunda-feira (20/05), das 14h às 17h, o atendimento a pessoas em situação de violência sexual será tema do Cinedebate promovido pela Equipe Acolhe no Auditório do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago, da Universidade Federal de Santo Catarina (HU-UFSC), contanto com participantes da Rede de Atenção Integral às Pessoas em Situação de Violência Sexual em Florianópolis (RAIVS). O objetivo é discutir e elucidar dúvidas sobre a temática e a atividade marca o Maio Laranja, mês dedicado ao combate ao abuso e exploração sexual infantil no Brasil.

O Cinedebate terá início com uma fala inicial de sensibilização para a temática, seguida da reprodução do 1º episódio da minissérie “Inacreditável” (Unbelievable, 2019, 8 episódios, Netflix). Após a apresentação, haverá debate, com perguntas guiadoras da discussão. “Essa dinâmica tem como objetivo não apenas disseminar informações corretas sobre o tema, mas também criar um ambiente aberto para discussões produtivas que orientem o curso de ação do profissional de saúde frente à procura pela assistência da pessoa que sofreu violência sexual”, explica a pediatra Vanessa Platt, coordenadora da Equipe Acolhe da Pediatria.

A Equipe Acolhe

O HU-UFSC é pioneiro na elaboração e implantação da Rede de Atenção Integral às Pessoas em Situação de Violência Sexual em Florianópolis (RAIVS), desde o ano 2000, e conta com uma equipe multidisciplinar desde 2002 para o atendimento desses casos. Em 2014, a equipe foi formalmente nomeada “Equipe Acolhe”. Atende homens e mulheres em situação de violência sexual em qualquer idade e realiza a interrupção legal da gestação (ILG) dos casos provenientes de violência sexual.

Todas as capacitações promovidas pela Equipe Acolhe objetivam realizar um trabalho multidisciplinar no HU-UFSC, além de seguirem as diretrizes da Política Nacional de Humanização (PNH), criada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que tem como intuito evitar a revitimização, que é quando a vítima desses abusos é questionada de forma equivocada sobre o ocorrido, fazendo-a relembrar daqueles momentos doloridos de sua vida.

O Maio Laranja

Dia 18 de maio é conhecido como o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi instituída para lembrar a violência sofrida pela menina Araceli Cabrera Crespo, em 18 de maio de 1973, que foi raptada, estuprada e morta em Vitória, Espírito Santo, em um crime que chocou o país.

A partir da data, surgiu o Maio Laranja, mês dedicado à conscientização sobre o tema. Neste período, as redes de cuidado e de assistência de todo o Brasil se unem para alertar para a necessidade de vigilância e combate ao abuso e à exploração sexual infantil.

Rede Ebserh

O HU-UFSC faz parte da Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Rede Ebserh) desde março de 2016. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 41 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) ao mesmo tempo em que apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas e inovação.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa