Hoje é sexta-feira, 19 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALCoral do CATI anima a tarde dos idosos de Laguna

Coral do CATI anima a tarde dos idosos de Laguna

Músicas clássicas e da MPB emocionaram os moradores e cuidadores do Asilo Santa Isabel

Nesta terça-feira (25), foi a vez do coral do Centro de Atenção à Terceira Idade (CATI), levar alegria para uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), em Laguna. O beneficiado da vez foi o Asilo Santa Isabel, que atende, em média, 35 idosos em condição de vulnerabilidade social. O repertório do coral incluiu canções populares, que remeteram à nostalgia, por meio da memória afetiva proporcionada, além de despertar muitas emoções.

Para a diretora do CATI, Karen Eloíse dos Santos, quando o coral chega na ILPI para fazer apresentação, é nítida como eles ficam felizes. “Quando começam a escutar o repertório, que é sempre preparado com muito carinho pelo maestro, com músicas um pouco mais antigas, os idosos começam a reviver suas memórias, porque a música acaba tendo essa função de afetividade”.

Segundo a Irmã Célia Volpato, diretora da casa de repouso, a apresentação soma para o bem-estar dos pacientes da instituição. “Todos ficaram muito felizes e isso é extremamente importante. Afinal a gente sabe porque a maioria deles está aqui, geralmente por falta de cuidados ou porque não quis mais. Eles gostam de festa e quebrar a rotina das atividades diárias é de suma importância. Então agradecemos imensamente quem nos ajuda a proporcionar momentos como esses”.

Por meio da música, os idosos fogem um pouco da realidade atual e interagem, cantam e dançam. O objetivo da experiência realizada pelo CATI é justamente proporcionar um momento diferente, para aqueles que provavelmente não acessariam uma apresentação como essa.

“É sempre um prazer imenso levar alegria para essas pessoas. Quando a gente chega em uma ILPI, a gente nota que o semblante deles muda e isso faz toda a diferença para quem canta. Eu gosto demais de participar e fazer essas visitas”, salientou o integrante do coral, João Augusto.

Um dos moradores da ILPI Santa Isabel, Apolônio (85 anos), muito animado com a visita, dançou e cantou junto ao grupo, além de pedir para cantarem a música “Moreninha Linda, da dupla Tonico e Tinoco. “Moreninha linda marcou uma parte boa da minha vida e fico muito feliz que atenderam o meu pedido. Tivemos uma tarde muito bacana. Sinto saudade disso e adoro música. Tenho um pandeiro que toco com meu colega. Voltem mais vezes”.

Durante a viagem, os integrantes do coral tiveram a oportunidade de conhecer o Centro Histórico do Município de Laguna e alguns pontos turísticos da região. O Mercado Público Municipal, a Igreja Matriz, o mar, os pescadores e os golfinhos, além do Museu e da Casa de Anita Garibaldi.

Sobre o Coral

Composto atualmente por 35 vozes, o Coral do CATI iniciou suas atividades em 2015, com apenas 17 componentes e oito músicas e atualmente conta com um repertório de 85 músicas italianas, MPB clássicas, entre outras, explica o professor de canto, maestro e um dos fundadores do grupo, Vanderlei Nunes de Andrade.

Sob a regência do maestro Vanderlei, os integrantes que são alunos do CATI encantam a população. Além disso, as apresentações, que acontecem uma vez por mês nas ILPIs, são importantes para mostrar o que aprenderam durante as aulas. As visitas acontecem no Município de São José e na região da Grande Florianópolis.

“Nossa ida à Laguna, minha cidade natal, foi uma experiência maravilhosa para todos. Fiquei muito contente com a recepção da casa de repouso Santa Isabel, os idosos que lá convivem, nos receberam com muito carinho. Por várias ocasiões, na época em que eu morava em Laguna, fiz algumas apresentações, mas essa me comoveu bastante. Agradeço muito à nossa secretária de Assistência Social, Rita de Cássia Faversani, que nos proporcionou essa viagem”, agradeceu o maestro.

Com agenda fixa de apresentações durante todo o ano, além de apresentações extras, o coral é considerado uma atividade importante para o desenvolvimento auditivo, fonoaudiológico, além de proporcionar bem-estar físico e mental dos idosos. Para participar do coral, basta ser inscrito no CATI e gostar de música. As aulas práticas e teóricas são ministradas às terças-feiras, das 13h30 às 15h.

Sobre o Asilo Santa Isabel

É uma obra que nasceu da preocupação das “Damas da Caridade” com os idosos carentes e abandonados que pela sua condição necessitavam de acolhimento. Depois de longo período de construção, foi inaugurado em 22 de outubro de 1949.

O Asilo encontrou muitas dificuldades para se manter. Mas graças ao dinamismo da senhora Joana Daux Mussi, coordenadora do grupo, em colaboração com a Associação Beneficência Lagunense, consolidou-se e desenvolveu-se como uma instituição de caridade.

No ano de 1950, as Irmãs Beneditinas da Divina Providência assumiram a administração do Asilo Santa Isabel e procuraram dar continuidade ao trabalho da Associação de Beneficência Lagunense, empregando todos os esforços no atendimento aos idosos, sendo uma presença amorosa e providente em suas vidas.

Apresentações

As apresentações do coral do CATI nas Instituições de Longa Permanência para Idosos geram boa ansiedade nos grupos, pois esses eventos já se consolidaram no calendário deles. A primeira apresentação deste ano foi realizada em abril, na cidade de Santo Amaro da Imperatriz, no Lar São Francisco. Em maio foi na Orionópolis Catarinense, na Ponta de Baixo e em junho, no Lar Para Idosos Nossa Senhora Aparecida, no bairro Serraria.

Já nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro, o coral vai se apresentar no Residencial Geriátrico Bem-Estar, em Campinas; no Residencial Geriátrico Arte de Viver, no Sertão do Maruim; no Nosso Lar Residencial Geriátrico, em Barreiros e no Recanto Lídia Rosa, no Sertão do Maruim.

Investimento

Em maio deste ano, o coral recebeu 50 becas com a logomarca da Prefeitura e o uniforme do Coral ficou mais completo e representativo. A secretária Rita de Cássia enalteceu a importância da entrega da vestimenta para o coral, que é uma das oficinas do CATI, que gostam de cantar e de se apresentar. “Eles têm uma função social extremamente importante, eles vão nas instituições, tem toda uma agenda montada, conta com um maestro exclusivamente para atender eles. E é com isso que trabalhamos, levando qualidade de vida aos idosos.”

Para se deslocar até as instituições, a Prefeitura disponibiliza um ônibus moderno, equipado com água, ar condicionado e banheiro. Antes, o transporte não atendia da maneira adequada os alunos do CATI. “A pedido, o prefeito Orvino Coelho de Ávila prontamente nos atendeu com um ônibus melhor, condições totalmente diferentes do anterior. Um ônibus novo”, explicou a diretora Karen.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa