Hoje é quarta-feira, 29 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALCrianças do Bairro Educador, do Rio Vermelho, aprendem consciência ecológica por meio...

Crianças do Bairro Educador, do Rio Vermelho, aprendem consciência ecológica por meio do Projeto Tamar

Meninos e meninas de 6 a 13 anos puderam conhecer um pouco do trabalho realizado no centro de visitação, localizado na Barra da Lagoa

Aproximar as crianças do ambiente marinho onde vivem as tartarugas, aguçando a percepção do quanto é importante atuar para a sua conservação. Esse é um dos objetivos da Fundação Projeto Tamar, que na quinta-feira ,19, recebeu a visita dos estudantes do Programa Bairro Educador do Rio Vermelho.

Meninos e meninas de 6 a 13 anos puderam conhecer um pouco do trabalho realizado no centro de visitação, localizado na Barra da Lagoa, que desde 2005 serve como suporte às atividades realizadas na região sul do Brasil.

“Quando a gente fala em proteger as tartarugas estamos falando na proteção de todo um ecossistema. Elas servem como bandeiras pra gente poder falar sobre poluição, preservação ambiental e conservação marinha. As crianças têm um carisma pelas tartarugas e também um potencial grande de aprendizado que elas acabam levando essa experiência para vida toda” destacou a coordenadora do Projeto Tamar em Florianópolis, Juliane Rizzi.

Durante o passeio os estudantes conheceram as cinco espécies de tartarugas marinhas encontradas no litoral brasileiro, todas elas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda, tartaruga-de-pente, tartaruga-verde, tartaruga-oliva e tartaruga-de-couro.

“No colégio eu já tinha estudado sobre as tartarugas, só que hoje eu pude ver elas de perto. Descobri que elas comem algas e peixes.Tem tartaruga que pode colocar até 1000 ovos. O problema é que as pessoas jogam lixo na praia e quando a maré sobe a sujeira vai pro mar e as tartarugas comem e morrem” ressaltou o estudante Murilo de Quadros, 7 anos.

Quem também adorou a visita ao Projeto Tamar foi a estudante Maria Eloisa Pereira, 9 anos. “Fui com os meus pais a primeira vez quando eu tinha 6 anos, só que eu era bem pequenininha. Hoje eu pude perguntar e descobrir muitas coisas sobre como cuidar das tartarugas. Fiquei um pouco triste em saber que várias tartarugas já morreram comendo plástico ou presas em redes de pesca”.

Carla Almeida, psicóloga do Instituto Escola Cidadã, que atua no Bairro Educador do Rio Vermelho, acredita que uma melhor interação social das crianças se dá através da relação entre as pessoas e o meio em que elas vivem. “É nesse período da infância que elas desenvolvem a moral do ser humano. A socialização é importante para ter uma vida saudável e para manter a saúde do cérebro. Essas experiências são importantes para a atenção, memória, capacidade de resolução de problemas e das funções executivas”

Com a premissa de estreitar laços com a comunidade e fortalecer ainda mais a tradição local, os estudantes aproveitaram para visitar o Rancho de Pesca Saragaço que também ajuda na conscientização dos pescadores e moradores sobre a preservação e sustentabilidade do meio ambiente.

“Essa parceria do Seu Chinho, patrão e pescador nativo da Barra da Lagoa, com o Projeto Tamar é muito importante. Foi por meio dele que conseguimos levar as crianças para conhecerem as tartarugas e também ampliarem o repertório cultural sobre a pesca artesanal da tainha da nossa ilha” reforçou a coordenadora de sede, Bruna Vieira.

A visita ao Projeto Tamar fez parte das atividades da Colônia de Férias da sede do Rio Vermelho que atende atualmente 206 crianças.
Cabe ressaltar ainda que o Programa Bairro Educador da Prefeitura Municipal de Florianópolis atua em 12 bairros da Capital e é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação, por intermédio do Instituto Escola Cidadã.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa