Hoje é quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioECONOMIAEm Florianópolis, apartamentos com até 30m2 foram os que mais valorizaram em...

Em Florianópolis, apartamentos com até 30m2 foram os que mais valorizaram em 2023

De acordo com o estudo, em alguns bairros da capital, o preço do metro quadrado dos chamados apartamentos compactos ultrapassa a mediana

Publicidadespot_img

Os imóveis residenciais com até 30 metros quadrados, também conhecidos como estúdios, foram os que mais valorizaram em Florianópolis em 2023. O preço por metro quadrado para esse tipo de unidade subiu 18,9% no último ano, atingindo a mediana de R$ 12,6 mil. Capitais das regiões Sul e Sudeste, como Porto Alegre (11,4%) e São Paulo (7,1%) contabilizaram índices menores no mesmo período. Os dados estão em um levantamento inédito divulgado pela startup imobiliária Loft.

De acordo com o estudo, em alguns bairros da capital, o preço do metro quadrado dos chamados apartamentos compactos ultrapassa a mediana. É o caso de Trindade, onde a mediana do preço por metro quadrado, no último mês, foi de R$ 14 mil. Na prática, isso significa que um imóvel de 30 m2 localizado no bairro pode ser anunciado por mais de R$ 400 mil. Para o levantamento, a Loft analisou mais de 100 mil anúncios ativos de apartamentos. O estudo considera os preços anunciados dos imóveis.

Oferta – Florianópolis tem uma oferta menor desse tipo de unidade para venda, quando comparada com São Paulo e Rio de Janeiro. Na capital catarinense, os imóveis com até 30 metros quadrados representam menos de 1% dos imóveis à venda. Já no Rio, eles respondem por 2,92% do mercado e em São Paulo por 2,5%.

Johny Fabra, CEO da F1 Cia. Imobiliária, que atua em Florianópolis há mais de 15 anos, conta que a oferta de estúdios, que costumam ter até 40m2 na capital catarinense, deve crescer até o fim do ano. “Mais de mil estúdios devem ser entregues na região central da cidade até o fim de 2024, o que deve aumentar o percentual de participação desses imóveis nas unidades prontas para morar.” No mês passado, o Centro era o bairro de Florianópolis que possuía a maior oferta de estúdios, seguido por Trindade e Itacorubi.

“Os compactos são uma tendência em ascensão no País, especialmente em grandes metrópoles. Normalmente localizado em áreas centrais, esse tipo de unidade também costuma ser uma porta de entrada para quem deseja comprar um imóvel. Isso porque o preço absoluto de um apartamento com essa metragem tende a ser menor do que o de apartamentos grandes, mesmo o preço do metro quadrado sendo maior”, afirma Fábio Takahashi, gerente de Dados da Loft.

Vantagens – Para aproveitar melhor o espaço, os apartamentos compactos possuem poucas divisórias. Muitas vezes apenas o banheiro é separado do restante do imóvel. Em geral, o perfil dos moradores desse tipo de apartamento é constituído por profissionais ou estudantes que vivem sozinhos ou em casal, muitas vezes recém-casados, que passam a maior parte do tempo fora de casa. No marketplace de imóveis da startup, há opções de até 30 metros quadrados com preços a partir de R$ 450 mil.

As principais vantagens desse tipo de imóvel são:

  • Fácil manutenção. Espaços menores exigem menos limpeza e há menos necessidade de manutenção. Portanto, os pequenos apartamentos são ideais para quem não tem tempo para cuidar da casa, como pessoas que precisam viajar muito.
  • Custo menor. A necessidade de menos cuidado também impacta os custos com o imóvel. Além de as tarefas domésticas da casa serem feitas com mais rapidez, as eventuais reformas serão sempre mais econômicas.
  • Condomínio e IPTU mais baratos. O custo de morar em um apartamento compacto é predominantemente mais barato, mesmo com opções de lazer nas áreas comuns. Isso porque as áreas sobre as quais se calcula a taxa de condomínio e o imposto são menores. Prédios com esse tipo de planta também costumam ter um número maior de unidades para dividir as despesas comuns.
  • Liquidez. Apartamentos de menor valor têm um público comprador potencial maior, por alcançar pessoas com menor poder aquisitivo. Esses imóveis têm mais saída no mercado imobiliário e, com aluguéis mais baratos, tendem a ser ocupados com facilidade. São apontados como opções de investimento.

Sobre o Grupo Loft

Grupo Loft é uma startup que atua em parceria com as imobiliárias e usa novas tecnologias para facilitar a compra, a venda, o financiamento e o aluguel sem fiador. Seu conjunto de soluções para imobiliárias, compradores e vendedores engloba a maior plataforma brasileira de aluguel sem fiador (CredPago), financiamento imobiliário e home equity (Credihome by Loft), sistemas de gestão de vendas e administrativos (CRM Vista), inteligência proprietária de dados de precificação de imóveis e o marketplace Loft de compra e venda.

O Grupo Loft está focado em ajudar imobiliárias a crescerem rapidamente, criando uma comunidade colaborativa que busca transformar positivamente o mercado, com valores fundamentais como transparência, confiança, regras claras e sem bypass. Presente em todos os Estados do Brasil e no México, o Grupo é o mais completo ecossistema imobiliário da América Latina, que conta com mais de 7 mil imobiliárias clientes ativas, em mais de 600 cidades, e 140 mil imóveis à venda em seu marketplace.

Fundado em 2018 por Florian Hagenbuch e Mate Pencz, o Grupo Loft é apoiado por alguns dos mais importantes investidores globais, incluindo Andreessen Horowitz, CPPIB, D1 Capital, DST, Monashees, QED Investors e Vulcan Capital.

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa