Hoje é quarta-feira, 24 de abril de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALEstudantes de Florianópolis debaterão ética, combate à corrupção e boa governança em...

Estudantes de Florianópolis debaterão ética, combate à corrupção e boa governança em sala de aula

Prefeitura assina termo de adesão ao programa "Educando Cidadãos: O que todos nós temos a ver com a corrupção?", de abrangência estadual, na terça-feira, 19 de março

Com o intuito de estimular uma postura combativa dos estudantes da rede municipal em relação ao fenômeno da corrupção, a Prefeitura de Florianópolis, por meio da Controladoria-geral do Município e da Secretaria Municipal de Educação, assina nesta terça-feira, 19 de março, às 14 horas, em cerimônia no auditório Aldo Beck, rua Conselheiro Mafra, 656, o termo de adesão ao programa “Educando Cidadãos: O que todos nós temos a ver com a corrupção?”, originado a partir da articulação de lideranças catarinenses.

Liderado pelo promotor Affonso Ghizzo Neto, o programa já foi aderido por diversos órgãos, entidades públicas e organizações privadas em Santa Catarina. “A corrupção é uma prática contemporânea recorrente em diversos entornos institucionais em todo o mundo. As consequências deste processo podem ser verificadas no surgimento de diversos problemas de ação coletiva como, por exemplo, a falta de efetividade de políticas públicas, razão suficiente para que seja debatido e compreendido”, comenta o coordenador do programa.

Nas instituições de ensino, alunos dos diferentes níveis de formação terão contato com o tema por meio de atividades didático/pedagógicas, utilizando-se de recursos audiovisuais, materiais didáticos, cartilhas, além da realização de pesquisas atualizadas e constantes sobre as práticas e condutas consideradas nocivas dentro da própria comunidade local. A duração da formação deve ser de dois anos em cada educandário.

“O programa é voltado à formação de seres humanos pensantes e críticos, com vista ao exercício de uma cidadania ativa e integral, tendo a área da educação como instrumento difusor. Nós acreditamos na capacidade de incentivar uma atuação preventiva e estratégica no controle e combate à corrupção, despertando nas novas gerações a busca por mudanças positivas no comportamento ético comunitário, no sentido de priorizar os interesses coletivos em detrimento da atuação individualista”, enfatiza o controlador-geral do município, Rodrigo De Bona.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa