Hoje é sexta-feira, 19 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioDESTAQUE"Exaptações, a obra de Juliana Hoffmann" ocupa todos os espaços da Fundação...

“Exaptações, a obra de Juliana Hoffmann” ocupa todos os espaços da Fundação Cultural BADESC

Artista e mais nove artistas convidadas participam da exposição que abre na quinta, dia 27 de junho

A Fundação Cultural BADESC recebe a partir de 27 de junho a exposição “Exaptações, a obra de Juliana Hoffmann”. A mostra inédita, e que vai ocupar todos os espaços do Casarão e do Jardim, abre para visitação do público a partir das 19h.

De acordo com Juliana, o título “Exaptações” tem como referência um tipo de adaptação que não evoluiu por pressão seletiva, mas pela capacidade de assumir nova função.

Juliana conta ainda que começou a trabalhar nesta série de obras em meados de 2000.

“Foi neste período que encontrei os primeiros livros e desde então sigo coletando, encontrando e ganhando materiais da série “A Construção do Mundo Moderno – Ruínas”, tanto que a primeira exposição da série foi apresentada numa mostra individual em 2017 na Fundação. Agora trago obras novas e inéditas”, explica a artista.

Com curadoria de Raul Antelo, que tem uma pesquisa de longa data sobre o tema Ruínas, inclusive com livros publicados sobre o assunto, e de Rosângela Cherem e de Bianca Tomaselli, as mais de 40 obras, que estarão expostas no Casarão, são compostas por livros e madeiras ‘danificadas’ por insetos, cupins e traças. Em alguns trabalhos a artista faz uma apropriação como um readymade, ou seja, desloca uma situação não artística para o contexto de arte.

A mostra é composta também por impressões com imagens de paredes trabalhadas pela umidade e mofo, que ao serem perfuradas criam poros na superfície e ainda por placas com vestígios dos recortes feitos por máquinas sobre madeiras e MDF, os quais, segundo Juliana, se constituem como um tipo de ruína contemporânea. “Alguns destes MDFs são apenas apropriações, ou um readymade, enquanto outros são trabalhados com pintura”, destaca.

Conversações com Juliana Hoffmann

No Jardim estarão expostas 13 obras com materiais diversos como cerâmica, arame, plantas, madeira, ninhos, galhos e metal, das artistas convidadas Clara Fernandes, Ilca Barcellos, Jea Voss, Laís Krücken, Lena Peixer, Meg Roussenq, Rosana Bortolin, Sara Ramos e Yara Guasque. São trabalhos prontos e também novos que fazem conversações com as obras da Juliana Hoffmann.

A equipe curatorial dos trabalhos na área externa é formada pelos jovens artistas, estudantes e pesquisadores Eduarda Andrade, Estela Camillo, Gustavo Scheidt, Rainara Sofia, Ligia Czesnat e Victória Beatriz.

“A Fundação Cultural BADESC é um dos mais importantes espaços de exposições contemporâneas em SC, e pra mim é uma honra apresentar minha segunda exposição individual, e desta vez ocupando a casa toda. Agradeço a receptividade de toda a equipe da Fundação”, completa Juliana.

A Fundação Cultural BADESC fica na Rua Visconde de Ouro Preto, 216, no Centro de Florianópolis, e a exposição “Exaptações, a obra de Juliana Hoffmann” poderá ser visitada até 14 de agosto de 2024, de segunda a sexta, das 13h às 19h. A entrada é gratuita.

Sobre a artista

Juliana Hoffmann nasceu em 1965, no interior de Santa Catarina, em Concórdia, e ainda na infância interessou-se pela arte. Entre individuais e coletivas, a inserção de Juliana no cenário artístico vem desde 1982, com apenas 16 anos realizou sua primeira exposição. A artista já expôs em diversas cidades catarinenses, em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Brasília. Internacionalmente na Itália, França, EUA, Argentina, Holanda e Espanha. Participou de simpósios internacionais e realizou residências artísticas: na França, nos Estados Unidos, Espanha e Eslovênia. Em 2015 ganhou o Prêmio Aliança Francesa – uma residência artística na Cité Internationale des Arts em Paris. Em 2020 ganhou o Prêmio Aldir Blanc Trajetória.

Sobre os curadores

Raul Antelo (curador) – nasceu em Buenos Aires, em 1950, é professor de literatura na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi Guggenheim Fellow e professor visitante nas Universidades de Yale, Duke, Texas at Austin, Maryland e Leiden, na Holanda. Presidiu a Associação Brasileira de Literatura Comparada (ABRALIC) e recebeu o doutorado honoris causa pela Universidad Nacional de Cuyo. É autor de vários livros, dentre eles, Crítica acéfala; Ausências; Maria com Marcel. Duchamp nos trópicos; Alfred Métraux: antropofagia y cultura; Archifilologías latinoamericanas e A ruinologia. Colaborou em várias obras coletivas, tais como Literary Cultures of Latin America. A Comparative History; Arte e política no Brasil: modernidades; Comunidades sem fim; Imágenes y realismos en América Latina e Il comune e/o l´estraneo. Editou A alma encantadora das ruas de João do Rio; Ronda das Américas de Jorge Amado; Antonio Candido y los estudios latino- -americanos, bem como a Obra Completa de Oliverio Girondo.

Rosângela Cherem (idealizadora, organizadora e curadora) – é Doutora em História pela Universidade de São Paulo (USP) e Doutora em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Profa. aposentada como Titular de História e Teoria da Arte no Curso Artes Visuais e Programa de Pós-graduação em Artes Visuais no CEART da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), possui orientações, pesquisas e publicações sobre História das Sensibilidades e Percepções Modernas e Contemporâneas. Atualmente desenvolve pesquisa sobre Gestos e Arquivos Artísticos em Santa Catarina.

Bianca Tomaselli (curadora) – é Doutora em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com estágio de pesquisa na Universidad de Granada, Espanha, financiado pela Fundación Carolina, mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Foi professora colaboradora na graduação de Artes Visuais da UDESC e Arquitetura da União Nacional das Instituições de Ensino Superior Privadas (UNIESP) Barddal e da pós-graduação em Artes Visuais da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC). É pesquisadora do programa de pós-graduação em Teoria Literária da Universidade da Coruña, Espanha, para o qual tem realizado estágios de pesquisa na Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3. Atualmente realiza estágio pós-doutoral no Departamento de Literatura da UFSC com bolsa CNPq. Tem publicado e atuado como consultora Ad hoc em importantes revistas no Brasil e no exterior, como Colindancias, Revista de la red de hispanistas de Europa Central, Cuadernos del CILHA da Universidad Nacional de Cuyo e Artes & Ensaios da Universidade Federal do Rio de Janeiro, além de textos críticos de exposições de arte moderna e contemporânea em livros e catálogos. Possui obras em importantes instituições públicas do país, como o Museu de Arte Contemporânea de Niterói e Museu Nacional Victor Meirelles e executou diversos projetos artístico contemplados em editais e premiações de relevância como Funarte, Itaú Cultural, Fundação Joaquim Nabuco, Paço das Artes e Instituto Tomie Ohtake.

Serviço: Abertura “Exaptações, a obra de Juliana Hoffmann”

Data: 27 de junho – quinta-feira, às 19h

Local: Fundação Cultural BADESC (Rua Visconde de Ouro Preto, 216 – Centro, Florianópoli/SC)

Visitação até 14 de agosto de 2024

Entrada Gratuita

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa