Hoje é segunda-feira, 24 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioADRIANO RIBEIROFlorianópolis terá 23 ou 25 vereadores? PL vai blindar candidatos e outras...

Florianópolis terá 23 ou 25 vereadores? PL vai blindar candidatos e outras notas

Pela legislação, Florianópolis, que atualmente tem 23 vereadores, pode passar a ter 25. Veja o que falta para que isso aconteça. Nesta coluna leia também a decisão do PL de cobrar fidelidade aos candidatos do partido; a provocação de Afrânio sobre a ausência de Topázio em evento do UB e outras notas

23 ou 25 vereadores

Em sessão ordinária da Câmara de Florianópolis, nesta segunda (20), o vereador Roberto Katumi (PSD) fez uma provocação ao presidente João Cobalchini (MDB) para que consulte os demais vereadores sobre a possibilidade de analisar a ampliação do número de vereadores de 23 para 25.

Katumi disse que a Lei Orgânica respalda o aumento, faltando apenas o gesto político de a Câmara encaminhar um ofício para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) comunicando a decisão. De acordo com a legislação, municípios com população de mais de 450 mil e até 600 mil habitantes podem ter 25 vereadores. “Mais vereadores é mais representatividade para a população, é mais espaço político para bairros que não têm vereador”, comentou Katumi.

O vereador disse que o tema é sensível, mas em nome da maior representação popular a Câmara tem que dar o passo. “Temos que discutir isso, eu não tenho medo”, comentou.

Já o vereador Afrânio Boppré (PSOL) disse que o esclarecimento sobre a quantidade de vereadores deve ocorrer o quanto antes. Ele lembra que a quantidade de vereadores é vital para os partidos políticos saberem se precisarão estabelecer nominatas com 23 mais um ou 25 mais um na eleição que se avizinha.

A coluna tentou, mas não conseguiu ouvir o presidente Cobalchini sobre o tema.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber notícias no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

PL vai blindar candidatos do partido

Cada vez mais o bolsonarismo vai se identificando e restringindo-se ao Partido Liberal (PL). A direção nacional do partido entendeu que precisa fortalecer o partido e tomou uma decisão que vai ter impacto nas eleições municipais. O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto encaminhou uma mensagem aos membros da sigla que ocupam cargos públicos objetivando vetar o apoio de bolsonaristas a candidatos de outros partidos. O líder da sigla ainda proíbe manifestações em redes sociais.

Na Carta, o presidente do PL avisa que quem fizer campanha para membros de outros partidos ficará sujeito a processo ético-disciplinar. Segundo Valdemar, “traições” não serão toleradas. De acordo com o texto, quem fizer campanha – clara ou velada – para membros de outros partidos, em localidades nas quais o PL tenha candidato, ficará sujeito a processo ético-disciplinar.

Tarcísio no PL

Esse fortalecimento do PL ficará mais evidente ainda em junho, com o ingresso de outra grande liderança ao partido. O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas deverá assinar ficha no PL. Além da família Bolsonaro, o partido terá também um presidenciável, no caso Tarcísio, que deverá servir como espelho e referência para lideranças menos radicais. O governador de São Paulo é uma unanimidade dentro da direita, mesmo tendo ele convivido e, inclusive, feito parte de governos do PT.

O PL tem planos de eleger ao menos mil prefeitos nas eleições deste ano. Em algumas cidades, porém, há resistências de alas dos diretórios locais em aceitar as escolhas do partido. A palavra final sobre cada um dos nomes pinçados caberá ao ex-presidente Jair Bolsonaro.

O que difere Tarcísio de Adeliana?

A decisão do PL nacional beneficia algumas lideranças recém ingressas no PL no Estado, como é o caso da ex-prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, que sofre resistência ao seu nome de uma ala mais xiita do partido. O PL sabe da força da ex-prefeita e do tamanho do colégio eleitoral que é São José. Por isso o governador Jorginho Melo não vai tolerar rebeldias contrárias ao projeto. E vamos combinar, se Tarcísio – que foi ministro da ex-presidente Dilma Rousseff e ocupou cargo no governo Lula – serve como ícone do Bolsonarismo, que pecado imperdoável cometeu Adeliana, que apenas se posicionou republicanamente quando estava no exercício do cargo de prefeita em relação a ações do governo federal vinculado ao PT?

Tarcísio fez parte dos governos de Lula e Dilma; Adeliana apenas interagiu com governos de esquerda

Maior coligação

O prefeito de São José, Orvino Coelho de Ávila (PSD) e seu vice, Michel Schlemper (MDB) seguem no azeitamento da máquina política que representa a maior coligação para as eleições deste ano, em São José. Em um encontro num hotel no bairro Kobrasol, na noite desta segunda (20), eles reuniram dirigentes estaduais do PSD e lideranças de todos os partidos que já estão confirmados na coligação: PSD, MDB, União Brasil e Republicanos. O objetivo foi fortalecer o projeto, organizar a turma e iniciar a preparação dos pré-candidatos a vereador.

Encontro de Orvino, Michel e lideranças em São José

Justiça sendo feita

A perseguição e o rigor do Judiciário é um dos motivos que faz com que muitas pessoas de bem da comunidade queiram distância da política. O fazem com razão. Ao assumir um cargo público se tornam alvos de qualquer denúncia, muitas vezes sem cabimento, que chegam ao Ministério Público e do nada recebem a tipificação de vários crimes contra o individuo que demora anos para provar a inocência. É claro que há os casos de alvos maléficos para o serviço público, mas na maioria, são cidadãos comuns que se tornam leprosos para sociedade sem dever. Veja esse caso semelhante abaixo, um clássico disso.

Juliano Campos (PSD), pré-candidato à prefeitura de Governador Celso Ramos, recebeu nesta segunda-feira (20) a notícia do arquivamento de um longo inquérito policial que envolvia seu nome. O juiz Elleston Lissandro Canali, da Vara Criminal da Região Metropolitana da Comarca da Capital, determinou o arquivamento do inquérito policial e dos procedimentos investigatórios vinculados, encerrando assim uma investigação que se arrastava há aproximadamente sete anos.

O magistrado justificou a decisão destacando a necessidade de evitar constrangimento ilegal ao investigado, uma vez que o inquérito estava em curso desde 2017 e os fatos investigados remontavam a 2013. Mesmo após diversos prazos concedidos e a insistência da autoridade policial, as investigações não foram concluídas. Em consonância com decisões precedentes do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi evidenciada a ilegalidade da prolongada duração do inquérito, que afetava indevidamente a vida do pré-candidato e de várias pessoas.

Juliano Campos (PSD)

Alfabetização

Em pronunciamento na tribuna da Câmara da Capital, nesta segunda-feira (20), o vereador Adrianinho (Republicanos) celebrou a recente notícia que aponta Florianópolis como a Capital mais alfabetizada do País. Ele citou o secretário-adjunto de Educação, Luciano Formighieri que enumerou em entrevista os esforços de toda equipe da Secretaria da Educação para redução do analfabetismo, em especial com ações envolvendo a EJA e a educação fundamental. “Quem faz gestão pública sabe que existem as obras materiais e as obras essenciais, que mudam a vida e a alma das pessoas”, comentou o vereador. O vereador finalizou parabenizado o secretário de educação, Eduardo Gutierres e o prefeito Topázio Neto (PSD).

Vereador enalteceu na tribuna a qualidade da educação na Capital

Repasses

O vereador  Maycon Oliveira (MDB) tranquiliza os dirigentes esportivos que aguardam liberação de repasses de processos esportivos na prefeitura da Capital. Ele disse nessa semana que esteve reunido com a Secretaria de Governo e teve a garantia que os repasses acontecerão e num total de oito parcelas.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber notícias no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

Faltou convite?

Não passou despercebido ao olhar atento do vereador Afrânio Boppré (PSOL) a ausência do prefeito Topázio Neto (PSD) em recente evento político do União Brasil organizado pelo ex-prefeito Gean Loureiro. Ele questionou se Gean não convidou o prefeito, visto que nos bastidores comenta-se que o UB estará na base de apoio ao prefeito. “Observo um ruído e um afastamento”, disse, salientando que até as eleições “tem muita água pra rolar ainda”. Afrânio, com o comentário, trouxe a luz uma série boataria que corre nas entranhas do poder local.

Deck da Armação

Ainda na sessão desta segunda (20) o vereador Roberto Katumi (PSD) trouxe um vídeo mostrando que o deck localizado em frente à Igreja, que dá acesso à praia da Armação, com as fortes chuvas e ressaca, foi parar na praia, quase dentro do mar. Ele disse que já comunicou o secretário de Transportes e Infraestrutura, Rafael Hahne que se comprometeu em arrumar a estrutura. “Não falou quando, mas espero que seja o mais rápido possível”, disse. Vamos combinar, a cada ressaca aquela estrutura, que é de madeira, apresenta danos. Será que não é possível construir uma estrutura em concreto no local?

Deck foi parar na praia, quase dentro do mar

Dengue

O secretário Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Eduardo Sardá Delissanti está recolhido aos seus aposentados, em tratamento, se recuperando da dengue que lhe acometeu. Medicamentado, está em repouso e em franca recuperação.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber notícias no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa