Hoje é quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALMostra OIA encanta Florianópolis com trabalhos artísticos de jovens de comunidades locais

Mostra OIA encanta Florianópolis com trabalhos artísticos de jovens de comunidades locais

Os adolescentes exibiram números teatrais, musicais e exposição fotográfica durante evento realizado no Sesc Prainha

Publicidadespot_img
A cidade de Florianópolis foi palco da Mostra OIA, um evento que celebrou e exibiu o talento de jovens das comunidades locais em diversas expressões culturais e artísticas. A plateia do Teatro Sesc Prainha ficou completa com convidados e familiares dos jovens.Com temas latentes da sociedade, como violência, preconceito e meio ambiente, a  Mostra contou com apresentações de dança, teatro e canto, além de uma exposição fotográfica, mostra da turma de vídeo e estágio da turma das aulas de Produção de Eventos Culturais. Cerca de 100 jovens de diferentes comunidades de Florianópolis exibiram os trabalhos construídos durante as oficinas que iniciaram no segundo semestre.A turma do teatro, dirigida pela professora Geruza Bandeira, comoveu o público ao encenar o trecho do texto “Quando o vento se Zanga”, com dramaturgia de Pedro Vieira. ‘Foi muito emocionante me apresentar em um palco, além de ver a apresentação das outras turmas, além de ver minha evolução como pessoa durante as aulas”, disse Natália Freitas, aluna da oficina de teatro.
Já o grupo de canto, ministrado pela cantora Dandara Manoela, interpretou canções com o tema ‘água’, como “Bom mesmo é estar debaixo d’água”, de Luedji Luna e “Água” de Djavan. A cantoria foi acompanhada pelos músicos Lucas, Caio e Gui Natel na percussão e violão. “Eu fiquei muito emocionada porque além da troca de conhecimento durante as oficinas, a gente também se apega aos alunos e foi muito lindo vê-los cantar com tanta segurança”, disse a professora Dandara Manoela.
Padre Vilson Groh esteve presente e discursou na Mostra OIA. Foto: Manu Deça

Padrinho do Projeto OIA, o Padre Vilson Groh marcou presença no evento e chamou atenção para a importância da arte e cultura nas comunidades da Capital. “A arte e a cultura são capazes de mudar a história das pessoas que vivem nas periferias de todo Brasil”, afirmou.A Mostra é o resultado do Projeto OIA que desde agosto, cerca de 100 jovens de comunidades da Capital tiveram a oportunidade de frequentar aulas de canto, dança e teatro. Além de oficinas de fotografia, produção de vídeo e produção de eventos culturais.O projeto é uma realização da Produtora Ginga Criativa e Instituto do Pe. Vilson Groh, com parceria do Projeto Pode Crer, que prepara jovens para o mercado de trabalho. Patrocinado pelo Município de Florianópolis por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Modalidade Doação) e incentivado pela Cassol, Dimas e Teltech.

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa