Hoje é sábado, 20 de abril de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioADRIANO RIBEIROPL ganha musculatura em Florianópolis e em São José e outras notas

PL ganha musculatura em Florianópolis e em São José e outras notas

Ao passo que na Capital o PL caminha para ter um quarto das cadeiras; em São José realiza filiação de vereador. Veja também sobre outras trocas de partido entre vereadores das duas cidades

PL terá 1/4 da Câmara da Capital

A janela de mudança partidária para os vereadores, agora em março, deverá consolidar o PL como a maior bancada da Câmara da Capital, com praticamente ¼ dos vereadores.

Além de Maryanne Mattos, líder da bancada e do vereador Bruno Becker, que assumiu a vaga do vereador cassado Maikon Costa, outros vereadores já sinalizaram positivamente para o convite para mudar de partido.

São eles o vereador Gabrielzinho, que deixará o Podemos; o vereador João do Bericó, que sai do União Brasil e o vereador Gilberto Pinheiro, o Gemada, que não fará mais parte dos quadros do Podemos.

Vereadora, Maryanne Mattos, líder da bancada do PL na Câmara

Sexta cadeira

Um sexto nome pode se somar a essa bancada liberal. Trata-se da vereadora Manu Vieira (Novo). Um movimento natural dado o esvaziamento do Novo com a saída de Bruno Souza. Nos bastidores há informações de que ela pode seguir Souza para o PL. “Sei que ela está buscando um partido, e que houve um início de conversa. Mas não sei ainda se houve definição”, disse a vereadora Maryanne Mattos, que faz parte da Executiva do PL. Na sessão desta segunda (11), a este colunista, Manu desconversou e disse que ainda não sabe se vai para o PL, mas admitiu ter convites de outros partidos.

Data e local

O vereador Gabrielzinho já tem data e local para assinar a ficha no PL. Será no dia 27 de março, às 19h, em solenidade com a presença do governador, prefeito e autoridades, na Sede do Clube Avante – Santo Antônio de Lisboa.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber notícias no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

Convite feito

O Partido Liberal está com muito apetite na Capital. Nos bastidores corre a informação de que o próprio prefeito Topázio Neto (PSD) recebeu acenos para trocar de partido. Assessores próximos ao prefeito afirmam que essa proposta sequer foi discutida. Porém, para o PL é uma estratégia. Quem estaria a conduzindo é o próprio filho do governador, Bruno Mello, considerado o responsável pelos movimentos políticos na família.

Improvável

Considera-se muito difícil Topázio embrenhar-se em uma aventura de trocar o PSD pelo PL. Porém, esse avanço no PL na Câmara acende a luz de alerta no governo. No mínimo força uma análise mais atenciosa sobre ter o PL como vice na chapa na eleição desse ano. Não seria nada interessante enfrentar um candidato do PL, como Bruno Souza, e ainda conviver com a ampliação da oposição no Legislativo.

Filho 03

Independente de filiação no PL, Topázio Neto conserva um bom relacionamento com a ala bolsonarista do partido. Recentemente ele recebeu no seu gabinete a deputada federal, Júlia Zanatta, que dada sua boa relação com o deputado federal por São Paulo, Eduardo Bolsonaro, trouxe o filho 03 para conhecer o prefeito. Nos bastidores a visita gerou um climão com o governador Jorginho Mello, que está distanciado de Júlia e viu a agenda, realizada anteriormente à sua visita, como uma deselegância. É Júlia dando pitaco no tabuleiro que o governador quer ter o controle total.

Deputados federal, Júlia e Eduardo e o prefeito Topázio

PSD unido

Independente às conspirações, o prefeito Topázio Neto segue firme fortalecendo a agenda pessedista. Na noite desta segunda-feira (11), acompanhado do vereador Roberto Katumi e de outras lideranças do PSD da Capital ele esteve em Balneário Camboriú, prestigiando a filiação da filha do ex-governador Leonel Pavan, a vereadora Juliana, que a exemplo do pai ingressou no PSD. É pré-candidata a prefeita da cidade. Quem também esteve no evento foi o prefeito de São José, Orvino Coelho de Ávila.

Topázio e Orvino apoiando evento do PSD em Balneário

União

Chama atenção a força do PSD com grandes eventos de filiações por todo o Estado e sempre com a presença de suas principais lideranças. O PSD é o que o MDB foi um tempo atrás, com a união de lideranças. Hoje o MDB é cada um por si e ninguém pelo partido.

Republicanos

Ainda sobre a dança das cadeiras na Câmara da Capital o vereador João Luiz da Silveira bateu o martelo e terá como destino o Republicanos. Reforça a bancada que já tem Adrianinho e o vice-presidente da Casa, Claudinei Marques.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber notícias no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

Liderança

Como antecipado por essa coluna na semana passada, o clima ruim entre o líder do Governo, vereador Renato da Farmácia (PSDB) com o restante dos vereadores e com o Governo resultou na mudança da liderança. Nesta segunda-feira assumiu a função o vereador Gabrielzinho (Podemos).

Vereador Gabrielzinho era o vice-líder e assumiu a liderança nesta segunda (11)

Arquivada

Mais uma denuncia deixada pelo vereador cassado Maikon Costa (PL) foi arquivada e sequer foi enviada ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa. Nela, Maikon apontava que o vereador Diácono Ricardo (PSD) – presidente inclusive do Conselho e também responsável pela Ouvidoria da Casa – teria nomeado seu genro, Marcelo Mocelin para a secretaria da Ouvidoria, configurando nepotismo. A denuncia foi rechaçada pela maioria dos vereadores, tendo favorável apenas votos dos quatro vereadores de esquerda.

É bala

Os vereadores Bruno Becker (PL) e Jeferson Backer (PSDB) classificaram a ação da Polícia Militar que resultou na morte de um jovem, no final de semana, no Monte Cristo, como desastrosa e com excesso de violência. Segundo eles, a polícia está com a política do “é bala”. Conforme os vereadores, em operações em áreas periféricas da cidade a PM está excedendo no uso da violência.

A morte do jovem resultou em uma onda de protesto com trancamento de vias na área do viaduto da Chico Mendes neste início de semana.

Ambos os vereadores sabem do que estão falando. Bruno, até o mês passado era responsável pelo projeto Bairro Educador, que leva atividades sociais e de esporte aos jovens dos bairros mais carentes, inclusive tendo como embrião do projeto a comunidade do Chico Mendes. Já Jeferson tem sua base no Maciço do Morro da Cruz.  A vereadora Tânia Tamos (PSOL) classificou a ação da PM como “extermínio” nos morros.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber notícias no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

PL também filia em São José

Em São José o PL também se movimentou nesta semana, fortalecendo o time para a eleição deste ano. A ex-prefeita Adeliana Dal Pont abonou nesta segunda-feira (11) a ficha do vereador Rodrigo de Andrade que saiu do PSD e da base do prefeito Orvino Coelho de Ávila.

Prestigiaram o ato, primeira mudança partidária neste ano no município, o secretário de Estado de Segurança Pública, deputado Sargento Lima, o deputado estadual Carlos Humberto, o ex-deputado estadual Bruno Souza, os vereadores Marquinho (PL) e Alexandre Cidade (MDB) e lideranças locais do partido.

Vereador Rodrigo assinando ficha no PL

Dois santos

O que mais causa estranheza no PL de São José é o muro em que se encontram algumas lideranças. Num pleito que oporá duas lideranças praticamente do mesmo grupo político (Orvino e Adeliana) muitos vereadores e dirigentes políticos estão literalmente em cima do muro e pisando em ovos para não perder espaços no atual governo Orvino. Um exemplo bem claro dessa dicotomia é o próprio presidente do PL, o vereador Marcus Vinicius de Andrade. Apesar de presidir o partido da opositora ao atual prefeito, sempre fez parte da base do governo. É bom avisar ao vereador que em política não tem como rezar para dois santos.

Vereador, Marcus Vinicius de Andrade, Presidente do PL de Adeliana e na base do governo Orvino

Arestas aparadas

Depois de alguns ruídos na relação o presidente da Câmara de São José, Matson Cé e prefeito Orvino Coelho de Ávila encontram-se perfeitamente alinhados. Matson tinha algumas broncas em relação aos alinhamentos políticos, que foram sanadas. Ele chegou até a ameaçar deixar o grupo político e sair como candidato a prefeito ou apoiar Adeliana, mas a crise está contida. Aliás, o PSD de São José, fora algumas dissidências já esperadas, como do vereador Rodrigo de Andrade, está coeso.

Dissidência no MDB

Problema mesmo o prefeito Orvino e seu vice Michel têm no MDB. Acontece que o vereador Alexandre Cidade, que sempre teve um perfil mais bolsonarista, tende a deixar o partido e migrar para o PL e apoiar Adeliana Dal Pont. No evento de filiação de Rodrigo de Andrade, nesta segunda, inclusive, ele esteve presente.

Será? Será?

Pergunta que não quer calar: o que será que o vereador do PSD, Cleber Fabiano Goulart, mais conhecido por Binho, estava fazendo esbanjando alegria no evento de filiação promovido pela ex-prefeita Adeliana nesta segunda (11). Lembrando que ele é vice-presidente da Mesa, no mandato do presidente Matson Cé. Será que vai também?

Vereador do PSD no evento da opositora Adeliana em São José

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber notícias no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa