Hoje é quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALPráticas sustentáveis e projetos de educação ambiental mobilizaram rede municipal em 2023

Práticas sustentáveis e projetos de educação ambiental mobilizaram rede municipal em 2023

Gestão correta dos resíduos e preservação dos recursos naturais estiveram na pauta

Publicidadespot_img

A temática educação ambiental esteve entre os assuntos abordados em todas as unidades da rede municipal de ensino de São José em 2023. Além de um Setor de Educação Ambiental, a Secretaria Municipal de Educação conta com duas escolas de educação ambiental: Escola Municipal do Meio Ambiente (EMMA) e o Centro Municipal de Educação (CME) Ambiental Escola do Mar.

As duas unidades recebem, mediante agendamento, estudantes da rede municipal para atividades de preservação do meio ambiente. Em 2023, foram mais de 10 mil atendimentos.

Reconhecimento

Pelo segundo ano consecutivo, as escolas ambientais foram finalistas do Prêmio Nana Mininni Medina de Educação Ambiental, que reconhece melhores práticas em educação ambiental do país.

No Concurso Professores que Transformam, o CME Ambiental Escola do Mar foi premiado nacionalmente ao apresentar dois projetos.

Escola do Meio Ambiente

Localizada dentro do Parque Ambiental dos Sabiás, no bairro Forquilhas, a EMMA inovou neste ano ao elaborar novo tour pedagógico. Além da tradicional trilha ecológica, a unidade preparou estações de aprendizagem para despertar ainda mais o interesse dos estudantes pela preservação do meio ambiente. O circuito inclui visitação a abelhas sem ferrão, contato com variedade de rochas e minerais e refúgio de insetos.

Outra novidade foi a parceria com a Cepagro no projeto “Nossa Água vai para o Mar”. Turmas de cinco escolas da rede municipal de São José analisaram características da paisagem local, como a presença ou ausência de mata ciliar, animais, residências, indústrias, estruturas viárias, e também fizeram a coleta da água para verificar as características físicas e químicas, como cor, cheiro, turbidez, PH, amônia, entre outros.

CME Ambiental Escola do Mar

No CME Ambiental Escola do Mar, que fica na Serraria, de frente para a baía, uma das novidades foi a contribuição ao projeto Golfinho. No projeto, os alunos do 7º ano de 12 escolas municipais visitaram o CME Ambiental Escola do Mar para aula prática.

Entre os assuntos abordados estiveram: noções básicas de salvamento e primeiros socorros; como acionar os meios de salvamento e informações sobre as características dos rios, riachos, cachoeiras e praias.

O projeto foi desenvolvido em parceria entre o Corpo de Bombeiros, Fundação Educacional Municipal e Secretaria Municipal de Educação.

Escola do (Im) Possível

Outro projeto de destaque na área é a Escola do (Im) Possível, produzido em parceria com a Platô Cultural. Na Escola do (Im) Possível, os estudantes se conectam com uma cientista que vive 50 anos à frente do nosso tempo. Massami Alamair conta, por áudio, que a vida no futuro não está boa e convida os alunos a repensarem os hábitos.

O projeto iniciou com uma turma em 2021 no Centro Educacional Municipal (CEM) Santa Terezinha, em Forquilhas. Neste ano, foram 18 turmas atendidas em seis escolas, totalizando mais de 400 estudantes.

Em prol da sustentabilidade

Neste ano, São José sediou eventos importantes na área ambiental. Em abril, a Secretaria Municipal de Educação contribuiu para a realização do Fórum Estadual SC Municípios Lixo Zero. O objetivo foi discutir, promover e buscar alternativas para diminuir os custos da gestão de resíduos.

Já a CME Ambiental Escola do Mar promoveu, em agosto, o 1º Fórum de Escolas do Mar de Santa Catarina, que reuniu instituições e escolas ambientais que trabalham com a cultura oceânica.

Incentivo

Para estimular práticas sustentáveis, a coordenadora do Setor de Educação Ambiental, Ana Paula Dores Ramos, visitou diversas unidades educativas. Na maioria dos encontros, a bióloga ensinou o Método Lages de Compostagem.

Além disso, a Secretaria de Educação incentiva a prática da compostagem na Prefeitura de São José. De maio a dezembro foram cerca de 180 kg de resíduos orgânicos transformados em adubo.

ARTIGOS RELACIONADOS

1 COMENTÁRIO

Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa