Hoje é segunda-feira, 24 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
InícioGERALPrefeitura de Florianópolis alerta para crescimento de casos de dengue na cidade

Prefeitura de Florianópolis alerta para crescimento de casos de dengue na cidade

O Centro de Controle de Zoonoses tem feito um trabalho incessante de aplicação de inseticidas, limpeza de terrenos abandonados, colocação de iscas nos bairros

A Prefeitura de Florianópolis por meio da Secretaria Municipal de Saúde alerta a população que a capital apresenta atualmente um crescimento nos casos de dengue, o que faz com que estejamos num quadro de epidemia da doença.

O Centro de Controle de Zoonoses tem feito um trabalho incessante de aplicação de inseticidas, limpeza de terrenos abandonados, colocação de iscas nos bairros de maior incidência do mosquito Aedes aegypti e orientação sobre os cuidados básicos para que o mosquito não se prolifere..

Esta semana o CCZ está também colocando em prática, um programa de ação prescrito pelo Ministério da Saúde, que é o LIRAa ( Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti). Já na próxima semana as ações vão acontecer nos bairros que tenham um maior número de pessoas com dengue.

Em 2023, já foram confirmados 143 casos e 9 internações por dengue, em residentes de Florianópolis, sendo 125 casos autóctones, ou seja, pessoas que adquiriram a infecção no município. O número de casos já está superando o mesmo período de 2022, que já foi um ano epidêmico.

Os principais bairros de transmissão foram: Coqueiros (25), Itacorubi (11), Daniela (09), Capoeiras (4), Centro (4), Monte Cristo (3), Rio Tavares (3). 66 casos ainda estão em investigação quanto ao local provável de infecção.

Além disso, já foram identificados pelo Centro de Controle de Zoonoses 1.804 focos de Aedes aegypti. Os bairros com maior número de focos são: Canasvieiras (177), Trindade (148), Jurerê Tradicional (123), Capivari (123), Ingleses (106), Armação do Pântano do Sul (86), Itacorubi (83) e Capoeiras (75), Cacupé (74), Carvoeira (54).

As informações são atualizadas diariamente e podem ser consultadas na sala de situação da Gerência de Vigilância Epidemiológica, através do link: https://saladesituacao.shinyapps.io/dengue_floripa/.

Florianópolis registra a primeira morte por dengue em 2023

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, comunica a primeira morte por dengue no município este ano. Uma mulher, de 34 anos, residente no Bairro Trindade.

O Centro de Controle de Zoonoses tem feito um trabalho incessante de aplicação de inseticidas, limpeza de terrenos abandonados, colocação de iscas nos bairros de maior incidência do mosquito Aedes aegypti e orientação sobre os cuidados básicos para que o mosquito não se prolifere.

Durante todo o dia de ontem o CCZ realizou uma ação no bairro Vila Aparecida, de recolhimento e análise de pneus, que deixados ao ar livre acumulam água e são locais propícios para a proliferação do mosquito. Outras ações estão sendo mapeadas em outros bairros.

O combate à dengue se dá já no quintal de casa. Vasos de plantas, pratinhos embaixo de vasos, caixas d’água abertas, piscinas e até o pote de água dos animais podem ser ambientes propícios para o mosquito Aedes aegypti se proliferar.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa