Hoje é quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALPrefeitura vistoria 115 imóveis após denúncia sobre material despejado na praia do...

Prefeitura vistoria 115 imóveis após denúncia sobre material despejado na praia do Morro das Pedras

A ação aconteceu depois de registro enviado por morador onde uma quantidade expressiva de efluentes eram despejados no canto sul da praia

Publicidadespot_img

Em força-tarefa realizada ao longo da quinta-feira, 02 de março, a Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, com equipe composta por integrantes da Floram, Blitz Sanear, Secretaria de Transportes e Infraestrutura e Floripa Se Liga na Rede, realizou vistoria em 115 imóveis na Rua Manoel Pedro Vieira e adjacências, no Morro das Pedras, Sul da Ilha, com o intuito de identificar possíveis ligações irregulares de esgoto na rede pluvial da localidade. A ação aconteceu depois de registro enviado por morador onde uma quantidade expressiva de efluentes eram despejados no canto sul da praia.

Dividida em cinco frentes de atuação, a equipe visitou os imóveis e efetuou checagem das condições dos sistemas de esgoto. Não foram encontradas ligações indevidas na rede pluvial, apenas pequenas irregularidades referentes à caixas de inspeção – seladas, enquanto precisam estar liberadas para acesso dos fiscais – e nas caixas de gordura. Cinco autos de infração foram lavrados para que os proprietários realizem as adequações necessárias.

Diante do cenário averiguado, não seria possível que o material filmado pelo morador tivesse se originado das residências e demais empreendimentos da localidade, por não possuírem fossas ou outros depósitos de esgoto com volumes compatíveis à vazão registrada nas imagens.

De acordo com análise da equipe técnica, a suspeita é de que o material despejado seja oriundo de caminhão tipo limpa fossa, que teria liberado o material em bocas de lobo da galeria de drenagem que chega até a praia, fato que, se confirmado, caracteriza como crime ambiental.

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa