Hoje é sábado, 18 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALSão José busca construtora para novo condomínio do "Minha Casa Minha Vida"

São José busca construtora para novo condomínio do “Minha Casa Minha Vida”

Município foi contemplado pelo Ministério das Cidades com 200 moradias populares

São José avança na inclusão social por meio de moradias populares. Após a inauguração do residencial Vista Alegre – com 96 unidades habitacionais para pessoas em vulnerabilidade social – o Município busca agora tirar do papel o residencial popular Horto Florestal, que ficará localizado no bairro Forquilhas. O condomínio terá 200 unidades habitacionais.

O empreendimento será possível por convênio com o Ministério das Cidades, que contemplou São José com unidades do programa Minha Casa Minha Vida. Além de São José, mais 10 municípios catarinenses foram selecionados. Serão beneficiadas famílias com renda mensal de até dois salários mínimos (ou R$ 2.640,00 em valores atuais).

“Essa é uma das ações que o Município vem fazendo para viabilizar as políticas habitacionais, melhorar a qualidade de vida das famílias que mais precisam, mas também garantindo um espaço urbano organizado”, afirma o secretário de Regularização Fundiária, Rúbens Pereira Júnior.

Sobre o edital

Para participar da seleção, a empresa deve enviar os documentos para o e-mail da Secretaria de Planejamento e Assuntos Estratégicos (Seplan) planejamento@pmsj.sc.gov.br. O prazo para enviar a documentação é de 20 dias úteis após a data de publicação do Edital. Caso tenham dúvidas, os interessados devem entrar em contato com a Seplan no mesmo endereço de e-mail, dentro de cinco dias úteis.

A lista prévia dos aprovados será publicada no site da Prefeitura de São José 15 dias úteis após a data de publicação do edital de chamada pública. Para mais informações, acesse https://www.diariomunicipal.sc.gov.br/atos/5826452.

Regularização

Além da construção dos residenciais populares, São José é destaque também na regularização fundiária. Em um ano o Município passou de mil regularizações, período esse que o prefeito Orvino Coelho de Ávila criou a Secretaria de Regularização Fundiária, para focar na habitação da cidade.

De acordo com a pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas em parceria com a TETO Brasil, mostrou que a melhoria da qualidade da moradia melhorou a saúde mental da comunidade. https://fgvcidades.fgv.br/noticia/acesso-moradia-esta-conectado-melhores-condicoes-de-saude-mental-indica-estudo-do-fgv

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa