Hoje é domingo, 26 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALSão José registra aumento de casos de virose em janeiro

São José registra aumento de casos de virose em janeiro

Temperaturas altas, alimentos pouco higienizados e situação de balneabilidade das praias contribuem para diagnóstico

São José está enfrentando aumento nos casos de virose neste início de ano. De acordo com a Classificação Internacional de Doenças (CID), só na primeira semana de janeiro, já foram identificados 614 casos de diarreia/gastroenterite, no município. Isso demonstra um aumento de 33,2% de uma semana (25 a 31 de dezembro – 410 casos) para outra.

Altas temperaturas, alimentos pouco higienizados e balneabilidade das praias – importante determinante de saúde que consegue sinalizar a presença de coliformes fecais nas águas – tem relação importante com o aumento dos casos. A gastroenterite costuma provocar quadros de febre, vômito e diarreia. “As crianças e os idosos são os dois extremos da idade que são mais suscetíveis à desidratação, que é uma das complicações das infecções gastrointestinais, muito comuns nessa época do ano”, explica a diretora de Vigilância Epidemiológica Katheri Zamprogna, lembrando que no município de São José, a população mais atingida no momento tem sido a adulta, especialmente entre 20-39 anos.

TRATAMENTO

É preciso ficar atento à evolução desses casos, sobretudo em idosos e em crianças, que devido à perda de eletrólitos, potássio e cálcio podem desenvolver desidratação. A diretora ainda orienta que, em casos de desidratação, a população deve procurar por uma das Unidades Básicas de Saúde. “A maior parte desses casos tem tratamento simples, como reposição de eletrólitos e vitaminas. Uma medida efetiva é a utilização do soro de reidratação oral, disponível gratuitamente nas unidades mediante avaliação de profissional de saúde” afirma.

ORIENTAÇÕES

• Lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou solução antisséptica;
• Beber água tratada e de fonte segura;
• Avaliar se os alimentos foram bem preparados;
• Evitar o consumo de alimentos de vendedores ambulantes não credenciados e frutas/verduras com as cascas danificadas;
• Conferir se os alimentos estão bem embalados e com as informações de produção e data de validade;
• Evitar o consumo de preparações culinárias com ovo cru;
• Não se banhar em praias consideradas impróprias para banho e locais perto de saídas de rios e córregos;
• Não consumir água do mar;
• Evitar levar animais à praia.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa