Hoje é segunda-feira, 20 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALSC realiza força-tarefa para enviar medula óssea do Canadá para paciente no...

SC realiza força-tarefa para enviar medula óssea do Canadá para paciente no RS

Um profissional da Saúde de São Paulo acompanhou no exterior esse processo de coleta da medula e trouxe a doação para o Brasil em um voo comercial

Em meio à tragédia que atinge o Rio Grande do Sul e para que um transplante de medula óssea pudesse ser concretizado, envolvendo um paciente gaúcho que aguardava pela compatibilidade e um doador canadense, Santa Catarina ofereceu todo o suporte necessário que incluiu a logística da SC Transplantes e o transporte aéreo. O governador Jorginho Mello acompanhou nesta terça-feira, 7, no hangar do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), em Florianópolis, o início do transporte da medula óssea doada para o estado gaúcho.

“Eu não tenho dúvida de que é mais uma importante colaboração de Santa Catarina para os nossos vizinhos. É um transporte delicado e por isso estamos dando todo o suporte e atenção que essa transferência necessita. O objetivo é que a medula chegue em segurança e ela seja a esperança de uma nova vida para o paciente que aguarda pelo transplante. Não estamos medindo esforços para ajudar o estado gaúcho”, disse o governador Jorginho Mello.

Um profissional da Saúde de São Paulo acompanhou no exterior esse processo de coleta da medula e trouxe a doação para o Brasil em um voo comercial. Ao chegar no Aeroporto Internacional Hercílio Luz, no início da tarde, a medula foi transportada no carro da SC Transplantes até o hangar do CBMSC. A aeronave da Secretaria de Estado da Saúde (Arcanjo 04), responsável por encaminhar a medula até a base aérea de Canoas no Rio Grande do Sul, já estava à espera.

De Canoas, a medula foi levada pelo Águia da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) até o Regimento da Cavalaria do Exército, em Porto Alegre, que ficou com a missão de encaminhar ao Hospital das Clínicas, onde está o receptor.

O coordenador Estadual de Transplante SC, Joel de Andrade, disse que o doador compatível foi encontrado a partir de uma busca internacional. “O transplante de medula óssea pode ser feito em várias modalidades. Neste caso, é um transplante alogênico, quando as células-tronco são coletadas do doador. Primeiro foi feita uma procura aqui mesmo no país. Como não foi encontrado um doador, a busca por alguém compatível foi feita nos registros internacionais. Este doador foi identificado e, então, realizada a coleta. A partir desse procedimento uma pessoa responsável faz o transporte da medula para o hospital de destino”, explicou o coordenador que destacou a mobilização de Santa Catarina para esse transporte e o exemplo de solidariedade.

Além do governador Jorginho Mello e do coordenador da SC Transplantes, Joel de Andrade, a ação foi acompanhada pelo secretário adjunto de Estado da Saúde, Diogo Demarchi Silva, pelo secretário de Estado da Proteção e Defesa Civil, Fabiano de Souza e pelo secretário de Estado da Comunicação, João Paulo Vieira.

Saúde envia plaquetas ao RS

Também nesta terça-feira, 7, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) enviou mais 49 bolsas de plaquetas do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) ao Rio Grande do Sul. O transporte foi feito, por via terrestre, da unidade regional de Chapecó até o Hemocentro Regional de Passo Fundo (Hemopasso).

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa