Hoje é quarta-feira, 12 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALVisita técnica do Fonplata efetiva nova fase da Avenida Beira-Mar de Barreiros

Visita técnica do Fonplata efetiva nova fase da Avenida Beira-Mar de Barreiros

Projeto será apresentado aos vereadores nesta quinta-feira (19) e segue dentro do cronograma estabelecido pela administração

A Prefeitura de São José efetivou nesta quarta-feira (18) mais fase do programa de mobilidade urbana para implantação da Avenida Beira-Mar de Barreiros, a partir da visita técnica da equipe do Fonplata (Banco de Desenvolvimento à cidade). O grupo vistoriou locais onde serão realizadas as obras e definiu questões administrativas e legais quanto à parceria com a Administração Municipal, mediante contrato de operação de crédito, no valor de até R$ 244 milhões.

A equipe do Fonplata, formada pelos consultores, Aderbal José Curvelo, Luciano Garcia e Kennedy Paulino, esteve reunida com o secretário de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Pedro Paulo Duarte da Silva, com a superintendente da Fundação Municipal do Meio Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável, Gabriela Brasil dos Anjos, e com a supervisora de projetos e gerente administrativa financeira do projeto da Beira-Mar, Genivalda Ronconi. No período da tarde eles vistoriaram o local onde serão realizadas as obras.

A obra toda está orçada em R$ 509 milhões: R$ 244 milhões de São José e R$ 265 milhões de Florianópolis. A avenida terá 8,250 km. A parte da capital tem 4,5 km e a de São José 3,750 km. São estimados dois anos de construção.

O projeto prevê pistas de rolamento, passeios, ciclovias, área de lazer e bolsões de estacionamentos. A obra é considerada prioritária, visando aprimorar a mobilidade urbana e oferecer espaços de convivência para a população de São José e o desenvolvimento econômico e social da região.

“Essa visita é considerada pelo Fonplata como missão de arranque de trabalhos com São José, para viabilizar a execução das obras planejadas. Estamos buscando informações complementares do projeto para finalizar o perfil”, destacou o consultor Aderbal Curvelo. Ele salienta que a Avenida Beira-Mar é avaliado, como todos os projetos no banco, como importante. “Os benefícios que vemos neste projeto para a população de São José são importantes”, reforçou.

Apresentação na Câmara de Vereadores

O secretário de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Pedro Paulo, informa que o projeto será apresentado nesta quinta-feira (18), às 10h, aos vereadores jofesenses e que a reunião com a equipe do Fonplanta foi mais de esclarecimentos de reuniões anteriores. “O projeto está dentro no cronograma previsto, o projeto não é propriamente em planta, é bem mais amplo, desde a concepção até finalização da obra”.

A superintendente da Fundação Municipal do Meio Ambiente, Gabriela Brasil, enfatizou que a reunião foi importante, porque as diversas secretarias envolvidas no projeto, estão acompanhando de perto todo o procedimento junto ao banco e ao órgão licenciador, que é o IMA (Instituto do Meio Ambiente). “A Fundação está participando de forma colaborativa, acompanhando e avaliando todo o estudo ambiental que está sendo realizado no projeto, apresentado ao IMA, temos a expectativa de emissão da LAP (Licença Ambiental Prévia), que é a primeira licença, até o final deste ano”.

Avenida Beira-Mar de Barreiros visa a ligação com a Beira-Mar Continental de Florianópolis, em uma extensão total de 8,250 km de via pública – 4,5km referente a capital e 3,750 km de território josefense – o projeto prevê pistas de rolamento, passeios, ciclovias, área de lazer e bolsões de estacionamentos, beneficiando a mobilidade urbana e consequentemente, o bem-estar da população.

Os estudos sobre a Avenida Beira-mar de Barreiros iniciaram por volta de agosto de 2022, com o objetivo de “desafogar” a malha viária do Município, inclusive, permitindo que a Avenida Leoberto Leal diminua o fluxo intenso de veículos. Outro benefício identificado é no comércio da região, que ganhará mais visibilidade. Durante os estudos iniciais, foi realizada a batimetria, medição da profundidade do oceano em que a obra será executada.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa