Hoje é domingo, 21 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALAcordo no Tribunal de Justiça encerra greve dos servidores municipais em Florianópolis

Acordo no Tribunal de Justiça encerra greve dos servidores municipais em Florianópolis

Um acordo entre Prefeitura de Florianópolis e Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Florianópolis (Sintrasem) pôs fim à greve de servidores na cidade. O executivo manteve a intenção de trocar a administração das UPAs Norte e Sul por Organização Social e avançou no cronograma de pagamento do reajuste. O Sindicato terá que doar 5 mil quilos de alimentos por descumprir as medidas judiciais que tornaram a greve ilegal.

“Mais uma greve que não fez sentido. Quando estávamos conversando com o sindicato no final de maio, eles disseram que não avançariam mais se não tirássemos o projeto de OS. Mantivemos o projeto e agora eles terminam a greve. Demonstrando que a negociação poderia ter avançado nas outras cláusulas sem precisar paralisar serviços e prejudicar a população”, desabafou o prefeito Tópazio Neto.

O reajuste que era proposta de 6% pela prefeitura, baixou para 4% a ser aplicado no salário de maio. Já o vale alimentação, anteriormente de 6%, aumentou para 8%. O reajuste é maior do que a inflação acumulada nos últimos 12 meses de 3.8%. O executivo também manteve a nova gratificação para auxiliares de sala de R$ 300 e se comprometeu a avançar na tabela do magistério, que havia sido achatada com o piso dos professores.

As UPAs Norte e Sul serão administradas por Organizações Sociais até o final do ano, em modelo híbrido junto com os servidores atuais, conforme a Prefeitura já havia informado no mês anterior. O executivo confirmou que não vai contratar OS para outros setores municipais. “Tudo que havíamos falado, da necessidade de mudar a administração das UPAs para melhorar o atendimento e que não teríamos OS em outros setores, colocamos no papel. Se era isso que o sindicato queria, não precisaria ter paralisado, pois já estávamos de acordo lá em maio”, explicou o prefeito.

O Sintrasem se manifestou sobre o fim da greve através das redes sociais. “VITÓRIA: mais uma vez, mostramos que só a luta conquista direitos. Saímos da greve com reajuste sem parcelamento, concurso público, pisos nacionais, descompactação da tabela do magistério, gratificações às auxiliares, sem demissões e sem descontos aos trabalhadores. LUTAR NÃO É CRIME!”, publicou o sindicato.

 
spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa