Hoje é quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALCavalos são resgatados pela Dibea na divisa entre São José e Palhoça

Cavalos são resgatados pela Dibea na divisa entre São José e Palhoça

Animais foram encaminhados à Cavalaria da Polícia Militar

Publicidadespot_img

A Diretoria de Bem-Estar Animal de São José (Dibea) resgatou nesta semana uma água e um potro na divisa de São José com Palhoça. Segundo a Dibea animais estavam abandonados, sem água e infestados de carrapatos. 

A Cavalaria da Polícia Militar, que tem convênio com a Prefeitura de São José, auxiliou no restante e levou os animais, que vão passar por exames e ficarão com a guarda até que estejam prontos para a adoção. 

Atendimento clínico

Os cavalos recolhidos pela Cavalaria passam por exames de mormo e anemia infecciosa. Assim que fica comprovado que não passam doenças aos demais equinos e são soltos no piquete. 

Se os animais não têm sinais de maus-tratos, o tutor tem o prazo de 30 dias para reaver a posse. Caso não tenha manifestação, os cavalos vão para a adoção. 

Os interessados na adoção podem ir à Fundação do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que vai analisar se o candidato a adoção tem condições de manter o animal saudável, oferecendo espaço adequado e alimentação correta.

Ecoterapia

Alguns cavalos recebem a “missão” de ajudar no tratamento de crianças especiais, por meio da equoterapia. É um método terapêutico que usa o cavalo em uma abordagem multidisciplinar, nas áreas da saúde, educação e equitação.

Os interessados devem procurar a Fundação Catarinense de Educação Especial, por meio do telefone (48) 3664-4860. As aulas acontecem de terça a sexta-feira, das 7h50 às 11h30.

Denúncias

Em casos de cavalos soltos em via pública, a denúncia pode ser realizada pelo número 153 da Guarda Municipal, pela Ouvidoria da Prefeitura 0800 6449040 ou 3381-0000 passando para o ramal da Fundação do Meio Ambiente. Caso o animal esteja em situação de maus-tratos, é possível entrar em contato com a Dibea, pelo telefone (48) 3288-4301

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa