Hoje é segunda-feira, 20 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALCondomínios e estabelecimentos comerciais do Continente terão coleta seletiva de orgânicos

Condomínios e estabelecimentos comerciais do Continente terão coleta seletiva de orgânicos

Caminhões satélite, responsáveis por transportar o material de forma adequada, farão coletas sempre nas terças e sextas, a partir das 12h

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, inicia na próxima semana, a partir de terça-feira, 23 de abril, a coleta seletiva de orgânicos em condomínios e estabelecimentos comerciais nos bairros Estreito e Jardim Atlântico, no Continente, em uma área que tem como eixo central a rua General Liberato Bittencourt.

Serão atendidos mais de 130 condomínios residenciais, 7 condomínios comerciais e 17 comércios individuais, com coletas sempre às terças e sextas-feiras, a partir das 12h. O transporte dos resíduos será realizado com o uso de caminhões satélites, veículos menores que os da coleta seletiva tradicional de embalagens e com sistema de acomodação na caçamba específico para orgânicos.

“Por essa ser uma área com um grande número de prédios, de natureza verticalizada, vemos aqui um grande potencial de adesão ao serviço, com foco em um aumento significativo no volume de coleta desse tipo de material”, explica a gerente da divisão de coleta seletiva, Tamara Gaia. “É mais um esforço para aumentar o desvio dos orgânicos do aterro sanitário, garantindo economia e mais sustentabilidade”.

Destinada exclusivamente para a coleta de orgânicos, em sua maioria restos de alimentos, a modalidade foi responsável pelo recolhimento e compostagem de 1,4 mil toneladas de restos de alimentos no ano passado, graças ao engajamento de moradores das regiões onde o serviço já está consolidado, no Centro, Itacorubi, Trindade, Pantanal, Carvoeira e João Paulo.

A ampliação para a região continental é mais um marco na coleta de resíduos da Capital, que busca ser Lixo Zero até 2030. “Desde que Florianópolis se comprometeu a ser um modelo para o restante do país na destinação adequada e sustentável de resíduos, cada avanço é um passo a ser celebrado e, principalmente, compreendido pela população que é a principal interessada e parte imprescindível para bons resultados com o serviço”, destaca o secretário de meio ambiente e desenvolvimento sustentável, Eduardo Sardá.

Para usufruir do serviço, o estabelecimento ou condomínio precisa realizar algumas adaptações em seus componentes de descarte de resíduos. É necessária a utilização de contentores apropriados para a disposição dos orgânicos, no modelo europeu, na cor marrom e com capacidade de 120 litros, descrito na NBR 15.911-2, da ABNT. Também é recomendado, quando da necessidade de uso de sacos, que estes sejam compostáveis. Dentro de cada residência, a indicação é utilizar baldinhos reutilizáveis para acondicionamento temporário e posterior disposição nos contentores do prédio.

Eventuais dúvidas podem ser sanadas por meio do Whatsapp 48 3261-4808 ou pelo link bit.ly/rotascoleta

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa