Hoje é sexta-feira, 19 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALLimpeza pública terá programação regular nos bairros do Continente

Limpeza pública terá programação regular nos bairros do Continente

Secretaria Municipal de Limpeza e Manutenção Urbana voltou a atuar na limpeza pública dos bairros continentais esta semana. Esta semana, deu suporte a ações de combate à dengue na Vila Aparecida, fez roçagem na orla do Bom Abrigo, na Beira-mar Continental e avenida Ivo Silveira.

A mudança ocorreu pela portaria 34/2023 que cessou a disposição de 80 pessoas da Autarquia de Melhoramentos da Capital à Secretaria do Continente e reintegrou à SMLMU equipamentos e veículos da Comcap.

Com a mudança, explica o secretário João da Luz, a nova secretaria tornou-se responsável pelos serviços de zeladoria urbana, incluindo varrição, roçagem, capinação, raspagem de vias, limpeza de praças, parques e orla no Continente.

De acordo com o subsecretário de Limpeza Pública, Alcebíades Pinheiro, o Bida, serão montadas equipes de roçagem e fortalecidos os módulos de limpeza pública. “Estamos montando programação regular de varrição e de roçagem, para que usuário não precise ficar esperando ou pedindo o serviço”, aponta o subsecretário. A ideia é que as equipes volantes de roçagem façam as grandes vias e os módulos de auxiliares operacionais, os garis de limpeza pública, cubram as transversais.

Os serviços de varrição são mantidos em ruas de fluxo intenso, com regularidade semanal ou diária, dependendo da concentração de estabelecimentos comerciais. Em toda a cidade, a responsabilidade pela calçada é do proprietário do imóvel, que também deve manter o terreno cercado e limpo.

COMO FAZER

Calçadas – proprietário do imóvel é responsável pela implantação e manutenção, incluindo varrição e retirada de mato

Via pública – poder público municipal cuida do leito da rua, da orla, calçadões, praças e parques. Faz roçagem, raspagem e manutenção dos equipamentos

As lixeiras de rua são para microlixo e seu uso deve ser desestimulado. O usuário deve levar as embalagens vazias do que consumir na rua para separar em casa, de modo a destinar recicláveis para a coleta seletiva.

Resíduos domiciliares devem ser dispostos para coleta nos horários e na forma estabelecida pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável separados em seis frações:

REJEITO coleta convencional

RECICLÁVEIS SECOS (papel, metal e plástico) coleta seletiva de porta em porta

SÓ VIDRO pontos de entrega voluntária e seletiva flex

ORGÂNICOS COMPOSTÁVEIS (restos de alimentos) seletiva flex ou levar a Ecopontos e pátios de compostagem

VERDES (resíduos de quintal e jardim) agenda anual de coleta da Smma

RESÍDUOS VOLUMOSOS (móveis, eletrodomésticos, pequenas quantidades de restos de construção, latas, pneus e madeiras) remoção gratuita por agendamento pelo zap (48) 3271 6833 (só mensagens escritas e imagens) ou por e-mail volumosos.smma@pmf.sc.gov.br.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa