Hoje é terça-feira, 25 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERAL“Não dê esmolas”: campanha em São José destaca importância da Assistência Social

“Não dê esmolas”: campanha em São José destaca importância da Assistência Social

A iniciativa pretende conscientizar sobre a importância de acionar o serviço de Abordagem Social

Com o intuito de conscientizar a população sobre a importância de não dar esmolas para pessoas em situação de rua e sim proporcionar acolhimento e encaminhamento adequado, a Prefeitura de São José está promovendo a campanha “Não dê Esmolas”. No Município, uma série de serviços são oferecidos, desde abordagem, acolhimento, promoção de educação, capacitação, reinserção profissional e atendimento médico.

A ação visa sensibilizar a população sobre o impacto negativo de dar dinheiro diretamente às pessoas em situação de rua. A iniciativa não pretende apenas desestimular a prática de dar esmolas, mas também conscientizar sobre a importância de encaminhar essas pessoas para os serviços da Secretaria de Assistência Social e Saúde.

“Nossa intenção é estimular ações que realmente ajudem a mudar a vida dessas pessoas, como o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), que oferece alimentação, banho e acomodação. Ou a internação involuntária, que retira pessoas em situação de rua que estejam em condição de dependência química ou transtornos mentais”, explica a secretária de Assistência Social, Rita Faversani.

Para o prefeito Orvino Coelho de Ávila, a doação de esmolas não resolve os problemas estruturais que levam as pessoas às ruas. “Pelo contrário, pode reforçar ciclos de dependência e marginalização. O verdadeiro auxílio vem através do engajamento com os serviços públicos projetados para oferecer suporte integral e duradouro, promovendo a reintegração social e a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas”.

Serviços disponíveis

A Prefeitura realiza uma série de ações para o atendimento às pessoas em situação de rua. Apenas em 2023, o Centro Pop atendeu mais de 4 mil pessoas em situação de extrema vulnerabilidade, que receberam alimentação, suporte para acesso a documentos civis, encaminhamento para mercado de trabalho, dentre outros, buscando a reinserção social.

Além disso, a instituição também faz acolhida qualificada, com atendimento psicossocial, atendimento médico (com encaminhamento para comunidades terapêuticas), higiene pessoal, transporte para atendimento na rede, passagem terrestre para a cidade de origem, contato telefônico com familiares e acolhimento institucional.

O Município também realiza a internação involuntária, que retira pessoas em situação de rua que estejam em condição de dependência química ou transtornos mentais. A abordagem social pode ser acionada através do telefone  (48) 98854-4443.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa