Hoje é quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioNOTÍCIAOperação policial investiga fraudes em contas de investimentos e ações

Operação policial investiga fraudes em contas de investimentos e ações

Ao todo, 35 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos na manhã desta quarta-feira (7), na Grande Florianópolis, Imbituba, Araranguá, São Paulo e Rio de Janeiro

Publicidadespot_img

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Defraudações, DEIC, com apoio da Polícia Civil de São Paulo e da Polícia Civil do Rio de Janeiro, deflagrou a “Operação Conta Limpa” cumprindo 35 mandados de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira (7), na Grande Florianópolis, Imbituba, Araranguá, São Paulo e Rio de Janeiro.

Em uma investigação inédita e complexa, os policiais verificaram que a fraude consistia na invasão das contas de clientes por meio de “Phishing”, prática criminosa que consiste na “pescaria de dados pessoais” na internet.

Após obtenção do login e senha do cliente, os autores acessavam a conta realizando a venda de todos os “ativos em renda fixa”, auferindo os lucros em outra “conta laranja” que participavam da operação de mercado, deixando o prejuízo para a conta invadida, sendo a conta da vítima zerada.

ENTENDA COMO A FRAUDE ACONTECE

Se a ação da Petrobrás, por exemplo, custa R$ 25,00, a opção de compra de R$ 40,00 não vale nada. Quem vai comprar uma opção para ter ativo a 40, se ele está 25? Então o fraudador entra comprando a R$ 0,01. Os robôs atendem a ele e ele vai repassar para a conta fraudada por R$ 0,02/0,03, depois a conta fraudada não consegue sair, porque não tem comprador, sendo zerada.

Durante as investigações foi possível identificar que os fraudadores possuíam vasto conhecimento sobre o mercado de ativos, já que utilizavam técnicas elaboradas para negociar ativos sem relevância em conta de terceiros, bem como conhecimento na área de informática e cibernética, visto o êxito em invadir contas de aproximadamente 80 vítimas em território nacional.

O prejuízo apurado inicialmente ultrapassa R$ 2.000.000,00, apenas em Santa Catarina e se forem somadas as vítimas de outros Estados, ultrapassa o valor de R$ 10.000.000,00.

Conforme informado pelos responsáveis das empresas vítimas, é a primeira investigação realizada em território nacional para apurar fraudes em contas de investimentos de ações e derivativos.

Participaram da operação 90 policiais civis.

As investigações prosseguem para identificar os demais envolvidos na prática criminosa e rastrear os valores subtraídos.

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa