Hoje é terça-feira, 23 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALRevitalização da histórica Usina Maruim, em São José, entra na reta final

Revitalização da histórica Usina Maruim, em São José, entra na reta final

Obras da Celesc para reativação da unidade estão 70% concluídas

Segue em ritmo acelerado as obras de revitalização da histórica Usina Maruim, inaugurada em 1910, em São José. Iniciados em março de 2023, os trabalhos estão com 70% de conclusão e a reinauguração deve ocorrer entre março e abril deste ano, segundo a área de Engenharia e Projetos da Celesc Geração.
As tubulações e as turbinas já estão posicionadas, aguardando a chegada dos geradores para término das montagens. E a estrutura do telhado foi completamente restaurada, mantendo as características originais da edificação.
Com investimentos de R$ 9 milhões, oriundos da própria Celesc, a unidade voltará a gerar energia elétrica 52 anos após o encerramento de suas atividades, em 1972.
O diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios da Celesc, Elói Hoffelder, reforça a importância material e simbólica da reativação da Usina Maruim. “A reinauguração desta usina será um momento histórico, que reforça o compromisso da Celesc não só com a entrega de energia de qualidade, mas com a preservação do patrimônio histórico. Além de promover maior aproximação da companhia com a comunidade”, diz. “Do ponto de vista energético, a usina vai trazer geração de energia limpa, de qualidade e com baixo impacto ambiental”, completa.
Histórico
Inaugurada em 1910, a Usina Maruim foi construída para atender a iluminação das ruas e os principais prédios públicos de Florianópolis, além das cidades de São José e Biguaçu. Após 40 anos, a segunda usina mais antiga do Estado já não supria a demanda energética da capital e passou a alimentar apenas as duas cidades vizinhas.
Sua desativação ocorreu em 14 de dezembro de 1972. Em 2005, o prédio foi tombado como Patrimônio Histórico, Cultural e Natural do Município.

A reativação da usina integra uma série de investimentos da Celesc na sua capacidade de geração, adicionando 1 MW ao parque gerador da Companhia, suficiente para atender a cerca de 2 mil unidades consumidoras.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa