Hoje é domingo, 26 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALUnivali sedia treinamento tático da Polícia Militar

Univali sedia treinamento tático da Polícia Militar

Atividade no campus Biguaçu focou na prevenção de ataques a instituições de ensino

Nesta quarta, 17, a Universidade do Vale do Itajaí (Univali), campus Biguaçu, sediou um treinamento de intervenção policial. A atividade, destinada à qualificação de mais de 40 policiais militares do Grupo Tático, foi promovida pelo 24º Batalhão de Polícia Militar (BPM). A ação teve como objetivo trabalhar a prevenção de episódios de terrorismo doméstico com múltiplas vítimas, como as ocorridas em ambientes de ensino.

Além dos policiais com atuação nos municípios de Biguaçu, Antônio Carlos e Governador Celso Ramos, que integram as forças do 24º BPM, agentes alocados em São José, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz também receberam a capacitação.

O comandante da 1ª Companhia do 24° BPM, capitão Jorge Augusto de Souza Martins, explicou que o treinamento de gerenciamento de crise teve como objetivo preparar os agentes da PM para atender situações de ataques realizados em espaços como ambientes escolar, empresarial e shoppings centers.

Martins destacou que esse tipo de ocorrência é mais comum nos Estados Unidos e citou os episódios emblemáticos de Columbine e Virginia Tech. “Embora estes casos ocorram por motivações diversas, eles têm em comum o fato de buscar atingir o maior número possível de vítimas de um determinado local.”

Em Santa Catarina, já foram realizados treinamentos similares em cidades como Florianópolis, Chapecó e Blumenau. Segundo o Capitão, o modelo de capacitação para policiais militares ganhou força no Estado após os ataques ocorridos nas creches de Blumenau, em 2023, e de Saudades, em 2021. Além disso, também já foi promovida uma capacitação voltada aos profissionais da educação, sob o protocolo “Fugir, esconder e lutar”.

“No Brasil, os dados mostram que quase 80% das ocorrências dessa natureza foram registradas em ambientes de ensino”, justifica Martins, relembrando também os casos das escolas de Suzano, em 2019, e Realengo, em 2011.

Atividade foi dividida em três etapas

A programação desta quarta foi composta por etapa teórica em sala de aula, instrução prática básica em área aberta e um simulado, realizado no bloco 2. Segundo o Capitão, a estrutura física do campus Biguaçu permitiu simular uma situação muito próxima da realidade e preparou os policiais para atuar em qualquer ambiente.

“Iniciamos com uma abordagem sobre as características dessas ocorrências e as particularidades da atuação policial ao ser realizada em ambiente de ensino. Em seguida, os policiais praticaram situações de intervenção, como deslocamento e abordagem das pessoas neste tipo de local. Por fim, simulamos um ataque no qual os agentes puderam colocar em prática todo o conhecimento absorvido nas etapas anteriores. Nesta fase, contamos com figurantes, efeitos sonoros e uso de equipamentos de airsoft. Todos os recursos, empregados neste ambiente controlado, ajudaram a aproximar o policial de uma situação real.”, descreveu o Capitão.

O diretor da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais (ECJS) da Univali, professor Alceu de Oliveira Pinto Junior, recebeu o grupo e acompanhou as atividades no campus Biguaçu. Durante a sua participação, na abertura do treinamento, o professor deu as boas-vindas aos participantes. Baseado na sua experiência e atuação no setor de segurança pública do Estado, o professor ressaltou “a importância do serviço prestado pela Polícia Militar de Santa Catarina para a sociedade, cuja atuação serve de modelo para todo o Brasil.”

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa