Hoje é sábado, 13 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALVira-lata caramelo adotado por atacadista na Grande Florianópolis é sensação entre clientes...

Vira-lata caramelo adotado por atacadista na Grande Florianópolis é sensação entre clientes e colaboradores

Adotado há 10 anos, Cão Bob é o xodó de clientes e funcionários da unidade Fort Atacadista do bairro Areias, em São José; iniciativa também se repete em outras lojas da rede em Santa Catarina

O cãozinho mais querido do Brasil, o vira-lata caramelo é celebrado no dia 31 de julho, nesta segunda-feira, na data que é marcada pelo “Dia do Vira-Lata”. A data foi criada para estimular a adoção de cães e gatos SRD (sem raça definida), os que mais sofrem com o abandono. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Pet Brasil, o país tem cerca de 185 mil animais abandonados ou resgatados por maus-tratos, sob a tutela de ONGs e Grupos de Protetores. Dos mais de 184 mil animais tutelados, 177.562 (96%) são cães e 7.398 (4%) são gatos.

Em São José, na Grande Florianópolis (SC), a história de um cãozinho abandonado teve um final feliz. É o caso de Bob, um vira-lata caramelo adotado há 10 anos pelos funcionários do Fort Atacadista do bairro Areias. Bob ganhou casinha, água, comida, cuidados veterinários e logo se tornou o xodó de clientes e colaboradores da unidade.

Bob ganhou até um “cargo” de auxiliar de vigia no Fort Atacadista – Foto: Divulgação

Esta atitude inspirou outras unidades Fort Atacadista e desde 2019 o grupo vem cada vez mais abraçando a causa animal. “Entendemos que a proteção e o cuidado dos animais são fundamentais, além de fazer parte do nosso propósito em ser um bom lugar para passar a vida, transformando as pessoas e o ambiente ao nosso redor, e isso se estende aos cachorrinhos que chegam em nossas lojas”, explica Paulo Silva, diretor de Gente & Gestão do Grupo Pereira. Os pets ainda acabam desempenhando a função de vigilância, principalmente no período noturno, garantindo assim a segurança do estabelecimento e de seus colaboradores.

Na loja de Criciúma há uma equipe de peso, com Preto, Bolinha e Cicatriz, que chegaram no Fort ainda durante a construção da loja e já estão há seis anos na unidade. Ao longo desse período, ganharam casinha, crachás, alimentação, muito amor e atenção dos colaboradores, que sempre passam para fazer um carinho e brincar com eles.

Em Criciúma, cães adotados por funcionários do Fort Atacadista tem direito até a crachá – Foto: Caroline Sartori

Simone Cotta, Gerente Nacional de Comunicação Corporativa e ESG do Grupo Pereira, detentor da marca Fort Atacadista, conta que a adoção e a “contratação” com direito a crachá dos animais já virou tradição. “Virou padrão na bandeira Fort Atacadista. Com frequência apareciam cachorros abandonados nas obras e a empresa passou a cuidar deles, levando ao veterinário para checar a saúde, fazer a tosa e eles passaram a viver nas lojas com acomodação e alimentação, fazendo parte da rotina dos funcionários e clientes. Então, nada mais natural que ganhassem um crachá para mostrar que fazem parte da família”, conta Simone.

Em Santa Catarina, essa prática é seguida pelas unidades localizadas nas cidades de Içara, Araranguá, Lages e Florianópolis, como nas lojas Campeche e Jardim Atlântico.

Cães viram “funcionários” da rede Fort Atacadista em Santa Catarina – Foto: Divulgação/Grupo Pereira

Outra ação realizada pela companhia é a doação para ONGs que trabalham incansavelmente para proteger e cuidar dos animais desamparados. Em cada abertura de nova loja, um cheque no valor de até R$ 3.000 – que seria gasto com fogos de artifício na inauguração – é convertido em doação para uma ONG da causa animal da cidade. De acordo com Paulo Silva, no decorrer dos últimos cinco anos, foram doados mais de R$ 80 mil, beneficiando 30 ONGs que lutam pela proteção e bem-estar animal.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa