Hoje é quinta-feira, 18 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALHamburgueria de Floripa testa embalagens biodegradáveis em projeto sustentável do iFood

Hamburgueria de Floripa testa embalagens biodegradáveis em projeto sustentável do iFood

Hamburgueria de Florianópolis é uma das 30 escolhidas em todo o país para testar novas embalagens desenvolvidas pelo iFood em parceria com a Klabin para o projeto "Hambúrguer no papel"

Com o objetivo de avaliar a relevância de embalagens sustentáveis e o envolvimento do consumidor com o tema, o iFood, empresa brasileira de tecnologia, acaba de divulgar uma pesquisa, conduzida pelo instituto Opinion Box, que aponta que 76% dos clientes consideram importante ter na embalagem algum selo que comprove a sustentabilidade. Além disso, 54% das pessoas ouvidas dizem que priorizam pedidos em restaurantes que tenham embalagens sustentáveis para o envio da comida. Os resultados foram obtidos após entrevistas online com 1.112 pessoas que realizaram ao menos um pedido de comida no delivery nos 30 dias antes da coleta de dados, que aconteceu entre os dias 8 e 17 de março de 2023.

Para Diego Leandro Silva, proprietário de uma hamburgueria com unidades no Centro de Florianópolis e no bairro Campeche, o cuidado com a geração de resíduos sempre foi uma preocupação. “No Grill Burger utilizamos embalagens de papel, desde a inauguração em 2012, porque moramos em uma região em que o público é bem ligado nessa questão do lixo. Os clientes das nossas duas unidades são bem exigentes em relação à embalagem, então nunca usamos plástico, somente papel. Agora estamos testando as embalagens biodegradáveis que o iFood nos enviou, para melhorar ainda mais nessa questão, porque a sustentabilidade é muito importante para nosso negócio”. O Grill Burger foi uma das 30 hamburguerias em todo o país que receberam as novas embalagens desenvolvidas pelo iFood em parceria com a Klabin, para testes de mercado.

Quando falamos em material, 54% dos consumidores acreditam que embalagens de papel e/ou compostáveis são as mais sustentáveis e estão em segundo e terceiro lugar e são também as preferidas de 41% dos respondentes. Em relação à rejeição, dentro dos 71% que rejeitam algum tipo de embalagem, a que menos gostam é a de alumínio.

Quanto à característica da embalagem, 94% das pessoas concordam que a vedação é o mais importante. A facilidade como a embalagem é descartada também é relevante para 8 em cada 10 consumidores.

Compromisso

A pesquisa faz parte dos esforços do iFood para um futuro mais sustentável, entre eles, o compromisso público de zerar a poluição plástica até 2025.

“Vamos acelerar o compromisso de redução do plástico no delivery por meio da adesão às  embalagens sustentáveis por parte de restaurantes e conscientização de clientes”, pontua Gustavo Vitti, vice-presidente de Pessoas e Sustentabilidade do iFood. “Para isso, estamos usando nossa tecnologia para criar novas soluções em embalagens testadas e aprovadas por nós, garantindo uso seguro e com excelente experiência ao cliente final e um custo mais baixo para o restaurante”, completa o executivo.

Os dados coletados servem como base para a conscientização dos restaurantes sobre como o consumidor percebe e deseja a sustentabilidade dos negócios.

Para mudar o cenário atual, a partir destes resultados, a companhia iniciou a campanha “Hambúrguer no Papel”, com o lançamento de embalagens sustentáveis em parceria com a Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e de soluções sustentáveis em embalagens de papel no Brasil. Além de inovadoras, elas são recicláveis e biodegradáveis e têm como característica os preços competitivos, minimizando custos e impactos financeiros aos restaurantes parceiros.

Responsabilidade da oferta de embalagens sustentáveis

Para 52% dos consumidores, os restaurantes são os responsáveis por iniciar esse movimento de uso de embalagens mais sustentáveis, porém, se necessário aumento no preço da refeição em decorrência da troca de embalagens, os dados mostram que ainda que esse aporte possa causar redução na quantidade vendida, as proporções são pequenas, resultando em uma receita final maior. Em um balanço geral, em média 60% dos entrevistados responderam que “sim, pagariam R$ 2 a mais para receber o seu pedido no delivery em embalagens sustentáveis”.

Embora a sustentabilidade seja um aspecto importante quando falamos em embalagens do delivery, apenas 28% dos respondentes já deixaram de ser clientes de um restaurante por utilizar embalagens prejudiciais ao meio ambiente.

Sobre o iFood

O iFood é uma empresa brasileira de tecnologia, que aproxima clientes, restaurantes e entregadores de forma simples e prática. O iFood tem o propósito de alimentar o futuro do Brasil e do mundo, transformando a sociedade por meio da educação e da tecnologia, da segurança alimentar, da inclusão e com um impacto socioambiental positivo.

Com mais de 70 milhões de pedidos mensais, o iFood atua com inteligência de negócio e soluções de gestão para promover e desenvolver um ecossistema de mais de 300 mil estabelecimentos cadastrados, 200 mil entregadores conectados em mais de 1700 cidades em todo o Brasil. Há 11 anos no mercado, a empresa vai além do food delivery e cresce também em negócios de Mercado, Fintech e Benefícios, unindo tecnologia e conveniência na entrega de soluções aos parceiros. O iFood conta com um importante investidor também brasileiro, a Movile.

Para mais informações sobre o iFood, suas novidades e a nossa fome de alimentar o mundo, acesse o iFood News.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa