Hoje é domingo, 21 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALPalhoça decreta situação de emergência em razão da infestação do mosquito Aedes...

Palhoça decreta situação de emergência em razão da infestação do mosquito Aedes aegypti

Diversas ações serão tomadas visando a eliminação do mosquito que é considerado o principal vetor de transmissão da dengue

Na sexta-feira (10) a Prefeitura de Palhoça decretou situação de emergência em saúde pública em todo o território do município em razão da infestação do mosquito Aedes aegypti, considerado o principal vetor de transmissão da dengue.

De acordo com o Decreto Nº 3.183, em virtude do aumento das internações por complicação da doença nos hospitais da região por pessoas residentes no município e do grande número de notificação e casos confirmados de dengue, serão regulamentados diversos procedimentos de intervenção sanitária.

Entre as principais ações adotadas visando o enfrentamento da situação estão:

1) a contratação por tempo determinado do pessoal necessário, mediante processo seletivo público simplificado;
2) a dispensa de licitação para a aquisição de bens e serviços destinados à repreensão da situação emergencial, desde que possam ser concluídos no prazo máximo de 180 dias consecutivos e ininterruptos;
3) a realização de campanhas educativas e de orientação à população;
4) a realização de visitas ampla e antecipadamente comunicadas a todos os imóveis públicos e particulares, ainda que com posso precária, para eliminação do mosquito e seus criadouros;
5) a realização de limpeza de terrenos baldios sem muros ou cercas quando caracterizada situação de abandono;
6) o recolhimento de móveis, veículos, sucatas ou qualquer material depositada em vias ou logradouros públicos, no caso de situação de abandono;
7) o ingresso forçado em imóveis públicos ou particulares, residenciais, comerciais ou industriais, no caso de situação de abandono.

Com as novas regulamentações, a administração municipal reforça as ações de enfrentamento da dengue e ressalta que também é papel da população contribuir neste processo. A eliminação de pontos de água parada como vasos, pneus ou baldes é de vital importância para evitar a reprodução do mosquito.

Reunião realizada nesta sexta-feira teve como foco o enfrentamento da dengue
Tendo em vista a situação grave da dengue em toda a região da Grande Florianópolis, foi realizada uma reunião em Palhoça que contou com a presença do prefeito em exercício Amaro Jr, de representantes da DIVE – Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, de representantes do município de São José, do deputado estadual Camilo Martins e da Secretaria de Estado da Saúde, Carmem Zanotto.

Durante o encontro, foi abordada a importância da tomada de decisões rápidas para enfrentar a situação, que em algumas regiões do estado de Santa Catariana já assumiu o patamar de epidemia.

De acordo com o prefeito em exercício Amaro Jr “a reunião teve um caráter estratégico porque foi um espaço importante para o compartilhamento de ideias e experiências. O enfrentamento da dengue não é algo que se limite ao município de Palhoça, toda a região está atravessando o mesmo problema. Tenho certeza que com ações em conjunto e com a contribuição ativa da população vamos vencer mais esse desafio”.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa