Hoje é terça-feira, 23 de julho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALDanças urbanas: Julia Milan e Gui Fant apresentam ensaio aberto do projeto...

Danças urbanas: Julia Milan e Gui Fant apresentam ensaio aberto do projeto Fragmento neste sábado (29) na Capital

A apresentação, gratuita, será às 19h na Sala Cênica da Cenarium Escola de Dança, na Capital, seguida de um bate-papo. A conversa terá tradução em Libras.

Composição cênica de caráter processual é parte da pesquisa de movimento e dramaturgia desenvolvida pelos dançarinos desde janeiro; apresentação é gratuita e será seguida de uma conversa com tradução em Libras na Cenarium Escola de Dança

Duas das principais referências em Santa Catarina da cena de street dance, os bailarinos Gui Fant e Julia Milan apresentam no próximo sábado (29) uma composição cênica resultado do projeto Fragmento. Trata-se de um ensaio aberto no qual os artistas compartilharão sua pesquisa de movimento e dramaturgia a partir da relação entre as
danças urbanas e elementos como câmera, luz e sombras.

A apresentação, gratuita, será às 19h na Sala Cênica da Cenarium Escola de Dança, na Capital, seguida de um bate-papo. A conversa terá tradução em Libras.

Fragmento fala sobre um tempo não-linear, sobre as diversas formas de olhar e de se relacionar com o outro e com o espaço. No processo, os bailarinos exploram as possibilidades de recortes , perspectivas do olhar e do mover que alteram e criam composições e sobreposições em um mesmo tempo-espaço.

Com a chancela do Prêmio Elisabete Anderle de Incentivo à Cultura 2022, o projeto começou ainda em janeiro de 2023.  Desde o início do ano o duo está dedicado ao desenvolvimento do tema por meio de ensaios e pesquisa de movimentos, além de uma série de práticas de laboratório e oficinas abertas ao público realizados com bailarinos de
renome na cena brasileira como convidados: Lidiane Emmerich, Gabriel Ferreira, Diogo Granatto e William Ballestrin.

Nesse sentido, a Dança de Parceria, o Breaking e o improviso cênico estão presentes em todo o caminho de pesquisa e de composição de Gui Fant e Julia Milan nesse projeto muito em razão das ideias e linhas que foram trazidas pelos artistas convidados.

— Cada convidado trouxe para nós olhares e possibilidades diferentes de se relacionar com nosso tema e proposta. Isso foi muito rico, porque apontou perspectivas de fora do nosso processo. Como estamos apenas nós dois construindo e, ao mesmo tempo, dançando, é muito bacana poder dialogar com outras pessoas”, afirma Julia Milan.

Breaking e o Hip Hop Freestyle

Gui Fant e Julia Milan são conhecidíssimos pela pesquisa dentro da linguagem das Danças Urbanas, principalmente o Breaking e o Hip Hop Freestyle. Para o projeto, eles realizaram interseções com as linguagens dos artistas convidados, como a dança de parceria, dança
acrobática e improviso cênico.

A ideia do projeto partiu da vontade dos bailarinos de retornar para o presencial depois de três anos de processos e criações intermediadas pelas câmeras e por projetos voltados para a videodança — a pandemia da Covid-19, por exemplo, influenciou comportamentos sociais e artísticos em razão da necessidade de distanciamento.

A ideia de apresentar o resultado de toda essa construção em um ensaio aberto — e não em formato de espetáculo — se deu pela vontade de compartilhar parte do processo em si.

— Isso porque não será uma apresentação finalizada enquanto objeto ou produto, mas sim um compartilhamento de processo mesmo, um processo que tem a intenção de ter continuidade e possivelmente tornar-se algo mais estruturado futuramente”, explica Julia Milan.

Também está previsto um vídeo-memorial, no formato de making of, sobre o processo e as ações realizadas no projeto. O intuito do audiovisual é assegurar a continuidade do projeto e que ele chegue a mais pessoas por meio de festivais.

Quem são os bailarinos

Gui Fant é reconhecido Bboy (dançarino),bailarino e coreógrafo de danças urbanas em Florianópolis. Vive a cultura hip hop desde os 15 anos, promovendo o breaking enquanto ferramenta de transformação social para crianças e jovens de diversos contextos sociais.

Julia Milan é professora, bailarina e coreógrafa — e também Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Federal de Santa Catarina. Estuda dança desde 1996: começou com balé clássico e moderno, passando pelo jazz, contemporâneo e desde 2004 dedica-se às
Danças Urbanas.  Desde 2015, ela e Gui Fant desenvolvem o projeto social IGK Dance, do instituto Guga Kuerten em parceria com a Cenarium Escola de Dança.

Agende-se

Ensaio Aberto e Roda de Conversa do projeto Fragmento, com Julia Milan e Gui Fant
Sábado, 29/7, às 19h
Na Cenarium Escola de Dança (R. Eduardo Gonçalves d’Ávila, 150, Itacorubi, Florianópolis)
Informações: @projeto.fragmento

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa