Hoje é sábado, 20 de abril de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALPrevisão para o outono indica fim de atuação do El Niño

Previsão para o outono indica fim de atuação do El Niño

A partir da segunda quinzena de março, as frentes frias chegam com mais frequência ao Sul do Brasil

O outono começou no Hemisfério Sul à 0h06 desta quarta-feira, 20. Em Santa Catarina os três próximos meses serão marcados por chuva próxima a acima da média climatológica. A chuva segue mal distribuída, com totais mais elevados em alguns locais do estado e em outros não. Ainda neste início da nova estação o El Niño mantém o risco de eventos extremos com chuva forte e totais elevados em curto intervalo de tempo, temporais com forte atividade elétrica (raios), granizo e ventania.

Climatologia (média histórica):

A partir da segunda quinzena de março, as frentes frias chegam com mais frequência ao Sul do Brasil, sendo responsáveis pela maior parte da chuva em Santa Catarina, com média mensal variando de 100 a 130 mm do Oeste ao Planalto e variando de 150 a 210 mm no Litoral do estado. Em abril e maio, a chuva diminui ainda mais e a média mensal fica em torno de 100 a 170 mm, no estado.

A partir de março ciclones extratropicais atuam com mais frequência no litoral do Uruguai, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, provocando vento intenso, mar agitado com ressaca e perigo para a navegação no litoral catarinense.

Temperatura:

No trimestre a previsão é de temperatura próxima da média climatológica, em SC. Em março massas de ar quente ainda atuam em SC, com dias consecutivos de temperatura alta devido a influência do El Niño até o início do outono. Episódios isolados com formação de geada ao amanhecer podem ocorrer nas áreas altas do Planalto Sul em março, ficando mais frequentes e estendendo-se às demais regiões do estado a partir de abril com a chegada das massas de ar frio ao Sul do Brasil.

Temperatura da Superfície do Mar (TSM):

Em janeiro de 2024 a TSM permaneceu aquecida, com anomalia positiva próxima de 1,0°C e 1,5°C na maior parte do Pacífico Equatorial e próximo de 0.5°C no El Niño 1+2, próximo ao Peru (Figura 1), devido à atuação do El Niño. Em fevereiro de 2024 observou-se diminuição da área quente em toda a área de monitoramento no Pacífico Equatorial, com anomalia variando de 0,5°C a 10°C (Figura 2).

Para os próximos meses a previsão é de término do fenômeno El Niño, passando a neutralidade no decorrer do outono e com possibilidade de La Niña na sequência, condições monitoradas no decorrer do ano.

Fonte: IFSC.

Elaboração do boletim: Gilsânia Cruz e Marilene de Lima (Meteorologistas)

Previsão do Fórum Climático: EPAGRI/CIRAM, IFSC, ALERTABLU e CIGERD.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa