Hoje é quarta-feira, 19 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioECONOMIASC registra crescimento de exportações e de movimentações nos portos

SC registra crescimento de exportações e de movimentações nos portos

A colheita de grãos é um dos fatores para o saldo positivo

As exportações de Santa Catarina cresceram 5,1%, no último mês de novembro, em comparação com o mês anterior. O dado se refere à série livre de efeitos sazonais. Foram US$ 923,5 milhões de produtos exportados pelo estado, representando o primeiro aumento no índice depois de quatro quedas consecutivas na análise mensal. A informação é do Observatório da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

A colheita de grãos é um dos fatores para o saldo positivo. A soja, por exemplo, foi responsável por US$ 80,5 milhões no valor exportado, um aumento de mais de quatro vezes em relação a novembro de 2022. O estado atingiu recorde de área colhida, com 775.849 hectares em novembro, tendo a China como principal comprador.

Os transformadores elétricos, por exemplo, subiram 10 posições nos últimos 12 meses e hoje compõem a pauta exportadora principal do estado. Esse movimento fez o setor de equipamentos elétricos registrar crescimento de 5,3% em relação a novembro do ano passado e compensar a queda nas vendas de seu principal produto exportado, os motores elétricos.

Quanto aos parceiros comerciais, os Estados Unidos lideram as compras de Santa Catarina no mês, com US$ 162,8 milhões. Esse valor foi impulsionado pela recuperação gradual das vendas de alguns produtos do setor madeireiro, devido ao aquecimento das obras de infraestrutura na economia estadunidense. Em seguida está a China, com US$ 129,6 milhões, estimulada pelo crescimento das vendas de soja, e o México, com US$ 71,3 milhões em exportações, especialmente de carnes de aves e suína e de insumos para indústria automotiva. Destaque ainda para as exportações de sucata de ferro para a Índia, recipientes de papel para os Estados Unidos, México e Paraguai e aparelhos de conexão para circuitos elétricos na Argentina.

Importações

O cenário das importações também foi positivo no mercado, com um montante de US$ 2,5 bilhões e crescimento de 11% em relação a outubro.

Com a queda no preço médio dos produtos importados, os principais itens comprados foram os insumos dos setores de produtos químicos e plásticos e de metalurgia e metalmecânica, como os polímeros sintéticos e os revestimentos de ferro laminados, respectivamente, além de fertilizantes potássicos.

Portos

Os portos catarinenses de Itajaí, Navegantes, São Francisco do Sul e Imbituba registraram até novembro cerca de 35,7 milhões de toneladas de cargas movimentadas, um volume 5% maior do que o registrado em 2022. À exceção de Itajaí, os demais registraram alta no ano.

Itajaí e Navegantes

O complexo portuário do Rio Itajaí-Açu alcançou um volume total de 13,4 milhões de toneladas, sendo quase toda a operação conduzida pelo Terminal Portonave (12,98 milhões). Em 2022, o Porto de Navegantes acumulava 11,68 milhões de toneladas até novembro, o que indica uma alta de 11,1% em 2023.

Já a movimentação no Porto de Itajaí caiu de 3,96 milhões de toneladas em 2022 para 308 mil toneladas em 2023, um tombo de 92%. A redução se explica pelo fim do contrato de concessão dos berços 01 e 02, em junho. Atualmente, a estrutura aguarda o fim do novo processo de concessão, que está sendo realizado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ).

Já o terminal de São Francisco do Sul alcançou a marca de 15,3 milhões de toneladas movimentadas nos 11 primeiros meses do ano, um aumento de 30% com relação ao mesmo período de 2022, quando foram embarcadas e desembarcadas 11,7 milhões de toneladas de mercadorias.

Segundo o Porto, um dos motivos para o crescimento é a captação de novos clientes de diversos estados do Sul e Centro-Oeste do país, como Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás.

Imbituba

Em 2023, o Porto de Imbituba vem apresentando uma média de movimentação de 637 mil toneladas por mês. No somatório do ano, já foram transportadas 7 milhões de toneladas. Em 2022, o volume registrado de janeiro a novembro foi de 6,6 milhões de toneladas, o que indica uma alta de 6,06%.

A movimentação é liderada pelas exportações, que cresceram 47,3%, em volume, se comparado ao realizado de janeiro a novembro de 2022. No sentido inverso, as importações apresentaram retração de 21,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Já a cabotagem, navegação dentro do Brasil, registrou queda de 5,6% na tonelagem da carga em relação ao ano passado.

Itapoá

O Porto Itapoá divulga a movimentação apenas pelo critério de unidade padrão de contêiner de 20 pés (TEU). Em novembro, a estrutura alcançou a marca de 1 milhão de TEUs movimentados no ano. A expectativa é finalizar o ano com um movimento muito próximo de 1,2 milhão de TEUs, o que representará, se confirmada, uma alta de 20% em relação ao ano anterior.

Com informações dos portos de Itajaí, São Francisco do Sul, Imbituba e Itapoá

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa